Date – 13 abril, 2017

Itaperuna – Chegou a coleção inverno na VEST SURF lindas roupas no Varejo e no Atacado – Loja da Fábrica no Pátio Cidade Nova (Curva da Fiat) em Itaperuna – Contatos (22) 3022-2660 / (22) 3824-5439 / (22) 9-9747-2810 Roupas a partir de 12,50 a Peça

Quinta-feira – 23:00 – Revoltado com separação, homem sequestra filha e deixa carta: ‘Nunca mais vai encontrar’

A Polícia Civil da Bahia procura um pai que sequestrou a filha, de apenas 9 meses, e sumiu com a criança há uma semana. Karlos Henrique Martins de Araújo não aceitava a separação da mulher e mãe do bebê, Safira Avelino. Na última quinta-feira, ele pegou roupas e documentos da filha e, no lugar, deixou uma carta na qual prometia que Safira jamais veria a pequena Yankka novamente.

Ao EXTRA, Safira contou que o casal está separado há três meses. Era a terceira vez que os dois terminavam a relação. Nas outras duas, ela aceitou reatar, diante dos pedidos de desculpa do marido. Mas, em janeiro, saiu de casa, em de Luis Eduardo Magalhães, e foi morar com a mãe. De lá para cá, segundo ela, Karlos Henrique via a filha com frequência, às passava o dia todo com ela.

— Na última quinta-feira, ele veio de manhã aqui em casa avisar que se mudaria para a África. Queria deixar 24 meses de pensão adiantada. Pediu para eu assinar um papel, mas eu recusei, porque ele não estava com o dinheiro. Aí ele falou que ia sair com a Yankka, tirar fotos dela, de despedida, na praça. Eu não vi problema — contou Safira.

De acordo com a mãe, Karlos Henrique pediu que ela arrumasse o bebê e organizasse uma bolsa com roupas da criança para as fotos. Ele ainda levou o aparelho de nebulização, usado no tratamento de problemas respiratórios de Yankka.

— Dois shorts, três calcinhas, tiarinhas. Ele pegou a bolsa, a neném e saiu. Falei para ele não demorar, porque ela só mama no peito e ia chorar. Já eram 15h quando eu liguei e deu caixa postal. Fui procurar os documentos dela no quarto e não achei. Lá, só tinha uma carta dizendo que eu nunca mais iria encontrá-la — relatou Safira, que ainda tentou sensibilizar o ex-marido com mensagens alegando que a bebê passaria fome sem ela.

A mulher disse que conseguiu contato com o ex-marido por meio de uma rede social. Ela contou ter feito um apelo: “Karlos, traz minha filha, por favor”. Ainda de acordo com ela, a resposta foi: “Onde eu estou, ela está bem”.

O delegado Joaquim Rodrigues de Oliveira, responsável pelas investigações do caso, informou que a ocorrência foi registrada como sequestro.

— O inquérito está instaurado. Mas ainda não temos pistas. É pouco provável que ele tenha saído do estado, porque precisaria da autorização da mãe. A situação é de flagrante, ele pode ser preso em qualquer lugar do Brasil. Ele não aceitava a separação. Como pai, não poderia ter tirado a guarda natural da mãe — explicou o delegado, que não quis detalhar a ação policial para não atrapalhar o curso das investigações.

Relacionamento conturbado

Safira contou que nas três vezes que decidiu se separar do ex-marido foi porque ele não falava para onde ia, não dava carinho, mal conversava e a traía. Mas, quando se separaram, chorava, dizia que ela era o amor da vida dele e que iria mudar de comportamento. Nos dois anos e três meses de convivência conjugal, no entanto, o homem nunca foi violento ou tomou medidas radicais. Ela não pensou que poderia um dia sequestrar a filha.

— Por isso, eu dei toda a confiança. Ele dormia no meu quarto com ela, enquanto eu dormia com a minha mãe, às vezes. Desta vez, ele foi muito frio e calculista. Pediu as contas no serviço de professor de capoeira, um trabalho de 12 anos. Só Deus sabe a dor que eu sinto de ir dormir sem a minha filha, sem saber se ela comeu, se está bem — lamentou a mãe.

Ela contou que recebeu mensagens de Karlos Henrique, depois do sequestro, com xingamentos. Ele a acusava de ter acabado com sua a vida e com o seu trabalho.

Fonte: Extra online

Quinta feira 22:49 – “Político que disser que não recebeu caixa 2 está mentindo”, diz Odebrecht

O empresário Marcelo Odebrecht disse, em um dos seus depoimentos de delação premiada, que todos os políticos usam recursos de caixa 2 para financiarem suas campanhas. Em um dos depoimentos gravados pela força-tarefa de investigadores da Operação Lava Jato e divulgados pelo Supremo Tribunal Federal (STF), Marcelo disse que está mentindo o político que afirma não ter recebido valores não contabilizados em campanhas eleitorais.

“Eu não conheço nenhum político no Brasil que tenha conseguido fazer qualquer eleição sem caixa dois. O cara pode até dizer que não sabia, mas recebeu dinheiro do partido que era caixa 2. O político que disser que não recebeu caixa 2 está mentindo”, afirmou o delator.

No mesmo depoimento, Marcelo Odebrecht disse que o repasse via caixa 2 era predominante para políticos que tinham bom relacionamento com a empresa. “Todo lugar onde a gente tinha uma relação forte ou uma presença forte, com certeza teve caixa 2”, disse no depoimento que integra o inquérito que vai investigar o senador Aécio Neves (PSDB-MG). No total, o ministro Edson Fachin, do STF, autorizou a abertura de 76 inquéritos contra oito ministros, 39 deputados federais, 24 senadores e três governadores.

Preso preventivamente na Operação Lava Jato desde 2015, Marcelo decidiu delatar o esquema de corrupção em campanhas políticas após ser condenado a 19 anos e quatro meses de prisão em uma das ações a que responde na 13ª Vara Federal em Curitiba, comandada pelo juiz Sérgio Moro. A empreiteira foi uma das maiores doadoras para campanhas eleitorais.

Fonte: Agência Brasil

Itaperuna Quinta feira Atualizada às 22:50 – Prefeito de Itaperuna compra carro de quase 100 mil reais para Secretaria de Governo

O prefeito de Itaperuna, Dr. Marcus Vinícius, comprou, por meio da Secretaria Municipal de Governo, um Hyundai Creta 0km. O valor pago foi de R$ 99.490 reais. A pasta para a qual se destina o veículo, entre outras funções, é responsável por articular e fomentar junto com o prefeito as políticas que serão desenvolvidas no município.

Vale lembrar que uma das primeiras ações do atual governo municipal foi expor para a população uma frota sucateada de veículos, em grande parte das secretarias de Obras e de Saúde. Na ocasião, o prefeito, através do Departamento de Comunicação da Prefeitura de Itaperuna,afirmou que: “o povo tem que ficar sabendo a realidade do município. Peço paciência para iniciar o governo. Muitas coisas precisam ser feitas e não será de imediato, as mudanças não aparecerão logo no mês de janeiro”.

Fonte: Rádio Itaperuna

Itaperuna – Vestibular de Inverno da Redentor! Inscreva-se já

Somos a melhor Faculdade do Estado com mais de 19 cursos avaliados pelo MEC!

 

Estudando numa INSTITUIÇÃO de valor, você sai na frente! Somente aqueles com um diploma numa instituição bem conceituada alcançarão o sucesso profissional! #BuscamosVocê

 Prova Tradicional

ITAPERUNA: 10 de Junho
CAMPOS DOS GOYTACAZES: Agende a melhor Data
PARAÍBA DO SUL: Agende a melhor Data

 Prova Medicina
24 DE JUNHO

 Inscreva-se pelo site: http://www.redentor.edu.br/vestibular

 Conheça todos os nossos cursos: http://bit.ly/CursosRedentor

 Procure saber como Financiar sua faculdade SEM JUROS pelo PRAVALER! Pague, apenas, a metade da mensalidade agora!
Acesse http://bit.ly/PraValerRedentor e Consulte o regulamento!

 Tem alguma dúvida sobre a Redentor? Acesse: http://bit.ly/TiraDuvidasRedentor. Respondemos rapidamente!

 E-books dos Cursos
Baixe e-books dos cursos da Faculdade Redentor! Acesse: http://bit.ly/EbooksRedentor

#EntreNoGrupo #Vestibular #Sucesso #IGC4 #Enade5 #Qualidade

Rio Quinta feira 22:35h – Casal espancou criança de dois anos até a morte

Policiais da Delegacia de Homicídios da Capital (DH) prenderam em flagrante, nesta quarta-feira, o casal Luiz Carlos Silva dos Santos, de 21 anos, e Ynara de Souza Dionísio, de 18 anos. Eles foram presos pelo homicídio de Jamilly Vitória Sousa da Silva, de dois anos, filha de Luiz Carlos.

Segundo a delegada Marcela Ortiz, a menina apresentava lesões recentes e outras antigas. Em depoimento, o pai e a madrasta da vítima inicialmente alegaram que a menina havia caído da cama, mas após serem confrontados com o laudo pericial, acabaram confessando o crime.

A menina deu entrada já morta no Hospital Getúlio Vargas, por volta das 2h desta quarta-feira (12). Na unidade, o pai e a madrasta da criança, moradores da comunidade de Acari, disseram que a menina teria sofrido uma queda.

“Ela caiu de cabeça umas 19h, 20h. Aí a gente dormiu, eu falei que não tinha necessidade de levar ela pro hospital, porque ela só tinha batido de cabeça, aí pegamos e fomos dormir, aí quando eu levantei pra beber água, ela estava com o rosto muito muito inchado, aí eu falei com o Gustavo pra gente socorrer ela. Aí a gente trouxe ela”, contou Ynara no hospital.

Em nota, a assessoria de imprensa da PM informou que os policiais militares do 41°BPM (Irajá) que participaram da ocorrência foram abordados pelo casal que estava com uma criança no colo, quando passavam pela Avenida Brasil, na altura de Acari, nesta madrugada.

“O pai e a madrasta relataram que a menina tinha caído da cama e estava desacordada. A equipe policial os socorreu para o Hospital Getúlio Vargas. Ainda no relato destes agentes, eles observaram uma ‘frieza e despreocupação do pai e da madrasta’. E, assim que constaram que a criança deu entrada já em óbito no hospital, conduziram o casal até a Delegacia de Homicídios para apuração dos fatos”, relatou a nota.

O casal será encaminhado à audiência de custódia ainda nesta quarta-feira.

Fonte: G1

Vila Velha – Quinta-feira – 22:20 – Mulher grávida de quatro meses é esfaqueada pelo marido

Ele foi preso poucas horas após o crime e disse que não teve intenção de machucar a mulher. O casal vivia junto há quase dez anos e tem três filhos

Um homem foi acusado de esfaquear a própria mulher, uma dona de casa de 26 anos, no bairro Alecrim, em Vila Velha. Ela está grávida de quatro meses e contou com a ajuda de uma vizinha após o crime. A testemunha contou que a intenção do suspeito era atingir a barriga da jovem.

“Estava tudo calmo, tudo quieto e depois escutei a vizinha me chamando para socorrer, pois estava sangrando. Na hora que eu saí ele estava fazendo ameaças, dizendo que ia matar e fugiu”, contou a vizinha.

O suspeito, de 32 anos, que trabalha como ajudante de motorista, vive com a vítima há quase dez anos. Com ela já tinha três filhos, um de 8 anos e dois de três anos. Ele foi preso poucas horas após o crime e disse que não teve intenção de machucar a mulher. “Foi defesa. Ela puxou para mim”, disse ele.

Ainda segundo o ajudante de motorista, ele não sabia que a mulher esperava o quarto filho do casal. “Eu não sabia. Depois que ela foi falar comigo”, afirmou. Mas a vizinha e amiga da vítima disse o contrário. “Ele é tão sem vergonha que afirma que ela não estava grávida”.

A agressão aconteceu na casa onde o casal morava há pelo menos três anos. Segundo vizinhos, as brigas eram constantes. Há alguns meses ele estaria dormindo com uma faca embaixo do travesseiro e os filhos do casal que tentavam proteger a mãe. “Os filhos acordavam, viam o pai com a faca na mão apontada para a mãe e tiravam. Ela me contou esses dias”, relatou a vizinha.

Depois da agressão ocorrida na última quarta-feira (12), a vítima recebeu atendimento médico no Hospital Antônio Bezerra de Faria e foi liberada. Já o homem foi autuado por tentativa de homicídio e transferido para o Centro de Triagem de Viana.

Fonte: Folha Vitória

.2017 © Todos os Direitos Reservados.