Date – 16 agosto, 2017

Quarta-feira – 21:40 – Trabalhadores morrem eletrocutados ao pintarem posto de combustível

 

Dois trabalhadores morreram eletrocutados quando pintavam um posto de combustível em Campos de Júlio, a 692 km de Cuiabá, nesta quarta-feira (16). De acordo com a Polícia Civil, as vítimas foram identificadas como Rogério Macedo, de 24 anos, e Émerson Gomes de Lima, de 32 anos.

O corpo dos trabalhadores deve ser encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para exame de necropsia.

Segundo a Polícia Civil, Rogério e Émerson haviam sido contratados pelo posto para trabalhar na pintura do local, que fica na região central da cidade. Para realizar o trabalho e alcançar as partes mais altas, eles utilizavam um andaime.

No entanto, os pintores precisaram transferir o andaime de local e, no processo, atingiram um fio de alta-tensão. Os dois receberam uma descarga elétrica e morreram no local. Por causa da intensidade, parte das roupas das vítimas pegou fogo.

Segundo a polícia, os dois utilizavam equipamentos de segurança. Uma equipe da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) foi até o local e constatou as mortes.

Fonte:G1 – fotos enviadas via WhatsApp

Quarta-feira – 20:50 – Julgamento no STF – Liberação de aditivos para o cigarro seria retrocesso, diz psicóloga

Supremo decide nesta quita-feira (17/08) se derruba resolução da Anvisa que proíbe uso de substâncias

O Supremo Tribunal Federal (STF) julga, nesta quinta-feira (17/08), uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) que pode liberar o uso de aditivos em cigarros e outros produtos derivados do tabaco no Brasil, contrariando uma resolução da Anvisa e preocupando especialistas em saúde e dependência química no país.

A psicóloga Sabrina Presman, que coordenou o Programa Estadual de Combate ao Fumo no Rio de Janeiro, é uma das diretoras da clínica carioca Espaço Clif, onde atende pessoas dependentes do cigarro. Vice-presidente da Associação Brasileira de Estudos do Álcool e Outras Drogas (Abead), ela está em Brasília, onde irá acompanhar o julgamento. A especialista avalia como um “retrocesso” a possibilidade de o Supremo permitir a adição de produtos que, em última análise, diz ela, servem apenas para conquistar mais consumidores para o mercado do fumo.

“Os aditivos deixam o cigarro com um sabor mais palatável e fazem com que crianças e adolescentes não sintam tanta dificuldade na primeira tragada, estimulando a dependência”, explica Sabrina Presman.

Além de mascarar o gosto ruim e ressaltar sabores mais agradáveis, há aditivos que potencializam a nicotina, uma das substâncias responsáveis por causar a adicção.

“Na verdade, temos duas questões relacionadas aos aditivos: a alteração no sabor do cigarro, o que torna o produto mais atrativo, e o uso de substâncias como a amônia, que aumentam o potencial de dependência”, diz a psicóloga.

A Adin que será julgada nesta quinta-feira foi ajuizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) em novembro de 2012, contestando a resolução da Anvisa, daquele mesmo ano, que proibia o uso de alguns aditivos em cigarros. Em 2013, a ministra do STF Rosa Weber atendeu, em caráter liminar, o pedido da CNI, até que a questão fosse decidida pelo Plenário do Supremo.

Números no Brasil

Uma pesquisa publicada pelo NCBI, órgão da Biblioteca Nacional de Medicina dos Estados Unidos – também disponibilizada pelo Inca – mostra que os malefícios do tabagismo levam ao menos 428 pessoas a óbito por dia no Brasil, influenciando também negativamente os números da economia. O país tem prejuízo anual de R$ 56,9 bilhões com os males causados pelo fumo. Ao todo, R$ 39,4 bilhões são gastos com despesas médicas e R$ 17,5 bilhões com custos indiretos ligados à perda de produtividade, causada por incapacitação de trabalhadores ou morte prematura.

“Os dados são alarmantes e incontestáveis. Esperamos que os juízes do STF levem em conta as inúmeras evidências de que não se pode voltar atrás numa legislação que tem mostrado avanços. Temos que progredir e acompanhar as medidas que já são adotadas em outros países, inclusive nos Estados Unidos, que inibem o uso dessas substâncias”, finaliza Sabrina.

Fonte: ASCOM / Imagem: revista Galileu

Itaperuna – Quarta Feira – 18:45 – Cidadão fotografa e filma “viatura da polícia” sendo usada para fazer mudança. Veja abaixo e entenda:

DENÚNCIA DO CIDADÃO

 

“Tenho uma denúncia muito séria a fazer: POLICIAIS LOTADOS NO 29 BATALHÂO DE POLÍCIA MILITAR DE FOLGA, FAZENDO MUDANÇAS NA CAMINHONETE QUE PERTENCE AO ESTADO, E QUEM PAGA SOMOS NÓS, O COMBUSTÍVEL E A MANUTENÇÃO.”

“O artigo 312 do código penal diz que apropriar-se o funcionário público de dinheiro, valor ou qualquer outro bem móvel, público ou particular, de que tem a posse em razão do cargo, ou desviá-lo em proveito própio ou alheio: pena- reclusão, de dois a doze anos, e multa. CRIME CHAMADO COMO PECULATO.”

 

 

NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG DO ADILSON RIBEIRO

 

Após receber a denúncia afirmando ser da polícia militar aqui de Itaperuna (29ºBPM), uma caminhonete cor preta fosca, sendo usada para fazer mudança, entramos em contato com a polícia militar e a mesma nos informou que não se trata de uma viatura do 29º BPM, alegando ainda que esta área (Itaperuna) é passagem de vários batalhões. Consultando a placa do veículo obtivemos as informações contidas no print abaixo:

 

http://www.detran.rj.gov.br/_monta_aplicacoes.asp?cod=16&tipo=crlv

..

 

Blog do Adilson Ribeiro

Itaperuna – Dr. Adriano Sgró o primeiro clínico Farmacêutico a desempenhar o trabalho de consultoria no seguimento de emagrecimento. Av.Cardoso Moreira, Nº 322 sala 202, no Centro de Itaperuna WhatsApp: (22) 9-9900-5955

Dr. Adriano de Almeida Sgro utiliza em seu método de Emagrecimento Fórmulas personalizadas de fitoterápicos para cada cliente. Durante uma Conversa com Dr. Adriano na redação do Blog do Adilson Ribeiro, ele afirmou que não há milagre em sua proposta de trabalho, há ciência e força de vontade, se o paciente quer e precisa emagrecer e está disposto a alcançar seu objetivo, Dr Adriano entra com o conhecimento científico, onde após uma avaliação Corporal, com consulta integrada com Nutricionista, se iniciará o tratamento de perda de peso e gordura, usando-se apenas, medicamentos naturais. No decorrer do tratamento a pessoa acaba se reeducando e vencendo a ansiedade, conseguindo ter uma vida saudável, com o corpo que desejou ter, com peso e medidas sob controle, afirma o Dr. Adriano de Almeida Sgro, que atende em seu consultório instalado no Edifício Brandão, Av.Cardoso Moreira, Nº 322 sala 202, no Centro de Itaperuna, consultas podem ser marcadas pelo WhatsApp: (22) 9-9900-5955, Dr Adriano pode ser encontrado ainda no Facebook: Adriano_sgro

.2017 © Todos os Direitos Reservados.