Date – 11 outubro, 2017

Itaperuna – Quarta Feira – 17:10 – Operação FECHA QUARTEL realizada na véspera de feriado

O 6º Comando de Policiamento de Área (6º CPA) está realizando nesta quarta-feira (11), véspera de feriado prolongado, mais uma Operação Fecha Quartel em todas as Unidades subordinadas (8º BPM – Campos, 29º BPM – Itaperuna, 32º BPM – Macaé e 36º BPM – Santo Antônio de Pádua).  O objetivo da Operação que acontece nos municípios de Campos, Itaperuna, Macaé, Casimiro de Abreu, Conceição de Macabu, Rio das Ostras, Santo Antônio de Pádua e Itaocara é prevenir e/ou reprimir a atuação de meliantes para a prática de delitos e consequente diminuição da criminalidade (Roubo de Rua, Roubo de Veículos e Homicídios) na região.  Ao todo estão sendo utilizados 93 Policiais Militares, 12 viaturas e sete motos patrulha na Operação.

..

 

Fonte: 6CPA P5

Quarta Feira – 16:30 – UniRedentor marca presença no Congresso Brasileiro de Educação Médica – COBEM

  

O curso de medicina da UniRedentor participará da 55ª edição do Congresso Brasileiro de Educação Médica – COBEM. Professores e alunos do curso apresentarão trabalhos sobre atividades acadêmicas desenvolvidas cotidianamente, nas comunidades de Itaperuna, demonstrando o compromisso da UniRedentor de não apenas promover a melhor formação em saúde, mas de prover à população a melhor assistência.
Os trabalhos exploram temas relevantes em torno do aprendizado do SUS como essencial para o fortalecimento da saúde pública e coletiva; da construção de mapas falantes do território a fim de embasar as visitas domiciliares e as intervenções assistenciais; do ensino da comunicação em saúde, especialmente das comunicações difíceis, proporcionando que o estudante vivencie a importância do vínculo médico e paciente; do uso de metodologias ativas as quais transformam a sala de aula em laboratórios e promovem a aprendizagem efetiva; da integração ensino e pesquisa que levam o aluno a explorar o universo do conhecimento científico; da gestão do curso com a ênfase na atenção básica e os equipamentos que o fomentam e fortalecem-no como as ações cotidianas na comunidade e a capacitação permanente dos docentes. Humanização e empatia permeiam todo esse trabalho e concretizam a ideologia institucional de formar médicos de pessoas e não de doenças.
Os trabalhos dos alunos merecem destaque: foram 16 trabalhos submetidos e 16 aceitos, dando ênfase na abordagem das metodologias utilizadas em sala de aula, dos projetos integradores que enlevam as atividades, no território, como “livro aberto” ao aprendizado da medicina comprometida com a promoção da saúde.
Acreditamos que serão dias de muito crescimento, os quais colaborarão, ainda mais, para o avanço do curso e que muitos frutos serão colhidos desse investimento.

..

 

ASCOM

.2017 © Todos os Direitos Reservados.