Blog do Adilson Ribeiro

Quarta feira 23:55 ATUALIZADA Muriaé – Estrada de terra se torna alternativa para desviar de interdição. Clique na imagem e veja a reportagem completa

 

Um desvio por uma estrada de terra, próximo ao local onde deslizaram terra e várias rochas, causando a interdição total da BR-116, na altura da Serra de Belvedere no último sábado (2), está encurtando o caminho de quem passa pela rodovia em direção a Muriaé.

O local onde ocorreu o incidente está sinalizado e funcionários de uma empresa que presta serviço ao DNIT estão orientando os motoristas.

Ao chegar ao ponto de interdição, o condutor que trafega sentido a Muriaé pode entrar à direita na via de terra e seguir por cerca de 10 km até a comunidade de Casa de Tábua, antes de entrar à esquerda em direção a Muriaé, chegando ao perímetro urbano pelo bairro Santo Antônio.

Vale destacar que o percurso é recomendado apenas para veículos leves.

Em seu site oficial o DNIT informou que pretende liberar o trânsito em meia pista (sistema siga-pare) até o final de semana.

Rotas alternativas

Os veículos leves estão sendo orientados a fazer desvio passando pelas cidades de Miraí e Cataguases.

Já os veículos pesados devem seguir pela BR-356 até Itaperuna, em seguida acessar a BR-393 passando pelos municípios de São José de Ubá, Santo Antônio de Pádua, Pirapetinga, Estrela Dalva, Volta Grande até Além Paraíba onde poderá acessar a BR-116.

O percurso inverso pode ser utilizado para quem estiver viajando no trajeto oposto.

Vale lembrar que a Prefeitura de Miraí divulgou decreto proibindo a passagem de veículos pesados naquele município.

Condutores que seguem em direção a Muriaé tem a opção de passar por estrada que leva a comunidade da Casa de Tábua

Motorista percorre 10km até a comunidade e depois segue em direção a Muriaé

Desvio é recomendado apenas a veículos leves

Fonte: Rádio Muriaé

Relembre:

Segunda Feira Muriaé 22:37 – Estrada continua fechada sem data para liberação. Veja novas informações

O diretor e chefe de serviço do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), sede Leopoldina, Dr. Márcio Gusmão, esteve no meio da tarde desta segunda-feira no local onde a grande barreira de pedras deslizou de uma encosta no Km 714, da BR-116, na Serra do Belvedere, em Muriaé.

Juntamente com sua equipe fez uma avaliação e o próximo passo é autorizar uma empresa para fazer o serviço emergencial, e a intenção é liberar pelo menos a faixa de estacionamento da rodovia, mas ainda não há data prevista.O local deve passar por procedimento de explosões para que as partes que estão soltas desçam e reduza ao máximo o risco.

O serviço completo mesmo, com retirada de todas as pedras da pista é mais complexo, pelo fato do procedimento ser burocrático, exigir licitação, etc.

Durante a visita o diretor, Dr. Márcio Gusmão foi procurado pelo fazendeiro muriaeense, Luiz Gonzaga, que está cedendo uma grande área próxima onde as pedras serão levadas; um grande passo, pois naquela região, as ribanceiras inviabilizam a retirada ou depósito as pedras.

MUITOS CAMINHONEIROS NÃO PODEM SEFGUIR POR RODOVIAS ESTADUAIS E AGUARDAM NO PÁTIO DO POSTO DA PRF EM MURIAÉ E EM SEU ENTORNO

Muitos caminhoneiros estão parados no Pátio da PRF Muriaé e seu entorno, porque não podem seguir viagem devido ao tamanho das carretas, cargas especiais ou mesmo porque estão programados e não foram liberados pelas empresas para seguir viagem através de desvios.
Conversamos no local com Ricardo (foto 3) que viaja de Campina Grande-PB para Taubaté-SP, vai ter que esperar. Também na mesma situação, está Natanael (foto 2), com uma carreta com carga especial, uma grande peça industrial. Vários veículos longos estão parados e Muriaé.

ORIENTAÇÕES DA PRF DE MURIAÉ

Fonte: Silvan Alves

Relembre:

Domingo 17:00 Muriaé – Estrada continua fechada e pode ser liberada parcialmente na terça-feira confira as orientações para os viajantes

A BR-116, principal ligação Sul-Nordeste do país, está fechada no Km 714 desde as primeiras horas deste sábado (02) devido a queda de encosta de pedras nas duas pistas.

As autoridades estão estudando a melhor maneira de trabalhar no local, mas segundo informações o trabalho deve durar até terça-feira e mesmo assim para uma liberação parcial.

ORIENTAÇÃO DA PRF PARA QUEM VIAJA NO SENTIDO RJ: Veículos leves devem seguir para Cataguases através da Estrada Muriaé-Miraí, a MGC 265. Veículos pesados, o ideal é replanejar a viagem e seguir pela BR-101, sentido a Campos-RJ. Veículos articulados não conseguem passar por Cataguases.

Quanto aos moradores da região que circulam pelas cidades vizinhas, há opção passando por Barão do Monte Alto, Patrocínio do Muriaé e estradas de chão desses municípios e de Muriaé.

VEJA TAMBÉM ESTE COMUNICADO DA PREFEITURA DE MURIAÉ

A Prefeitura de Muriaé informa que, através da Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (COMPDEC-Muriaé), está dando o apoio necessário para a liberação da pista que está interditada na BR-116, próximo à localidade conhecida como Belvedere, devido a um deslizamento rochoso que aconteceu por volta de 2h deste sábado (2).

O trecho está sob tutela do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), assim como é de responsabilidade do órgão as medidas cabíveis a serem tomadas no local.

Além da COMPDEC-Muriaé, também estão atuando no trecho o Corpo de Bombeiros, a Polícia Rodoviária Federal e o próprio DNIT.

A Prefeitura de Muriaé salienta que não está medindo esforços para auxiliar na liberação da via, que é de extrema importância para o trânsito da região e do país.

Fonte: Silvan Alves

Sábado 21:29 Muriaé – Estrada continua interditada sem prazo para liberação

 

Motoristas devem se orientar no Posto da PRF de Muriaé

QUEM MORA OU TRABALHA NA REGIÃO DE BOM JESUS DA CACHOEIRA OU LARANJAL ESTÁ UTILIZANDO DOIS VEÍCULOS, UM DE CADA LADO, QUE SE ENCONTRAM NO LOCAL DA INTERDIÇÃO DA RODOVIA.

A BR-116, no trecho a 5 Km da cidade de Muriaé-MG, está interditada desde as primeiras horas deste sábado, e passou o dia assim, e no final da tarde a notícia era de que não há previsão de liberação, pois as toneladas de pedras que deslizaram de um barranco às 02h da madrugada e 06h da manhã ainda não começaram a ser retiradas.

A alternativa para os automóveis, ônibus e carretas de tamanho normal que vão seguir em direção a Leopoldina e Rio, é pela rodovia estadual MGC 265, a Estrada Muriaé-Miraí. As grandes carretas ou veículos especiais precisam se informar no Posto da Polícia Rodoviária Federal de Muriaé.

Para quem viaja no sentido Leopoldina-Muriaé, logo onde está a barreira do Triunfo, que ainda permite a passagem de automóveis, o motorista deve vir até onde ocorreu a queda, e ali, à direita, há uma estrada de chão que sai em uma via principal, também de terra, no município de Patrocínio do Muriaé, e aí sim, sairá em Muriaé.

Todo o trajeto, talvez de 14 Km é de terra, mas a noite para quem não conhece, não seria recomendável.

Outra alternaitva é a estrada de chão que fica de frente para o distrito de Bom Jesus da Cachoeira e que sai na cidade de Barão do Monte Alto, depois em Patrocínio do Muriaé e a BR-356.

Fonte: Silvan Alves

Relembre:

Sábado 13:47 Muriaé – Encosta cai sobre as duas pistas da BR-116 na Serra do Belvedere e interdita trânsito

A primeira queda teria ocorrido por volta das 2h e a seguna queda por volta das 6h. Encosta caiu sobre as duas pistas da BR-116 na Serra do Belvedere em Muriaé, e trânsito está interditado. “Informamos que a Rodovia BR 116 está totalmente interditada no km 714, Serra de Muriaé. Aguardando presença do engenheiro do DNIT. Local sinalizado e equipes da PRF e Dnit no local. Opção de desvio por Miraí e Cataguases” diz a PRF.

Fonte, fotos e vídeo: Silvan Alves

2 comentários sobre “Quarta feira 23:55 ATUALIZADA Muriaé – Estrada de terra se torna alternativa para desviar de interdição. Clique na imagem e veja a reportagem completa

  1. Pedro Martins

    Bom dia, infelizmente a nossa burrocraticos e os corruptos vai levar tempo pra resolver se fosse um país como por exemplo o Japão já teria uma data de previsão ou já está em obra e bem feito.

  2. CARLA

    Dava perfeitamente para ajudar quem precisa se locomover colocando um esquema PARE e SIGA pelo acostamento onde estava limpo, até jogarem um caminhão de terra para impedir a passagem por completo. Lamentável ver os caminhoneiros parados esperado pela burocracia de licitação, etc.. fora os que trafegam em veiculos baixos.
    E não adianta alegar nos riscos que poderia causar passando pelo acostamento e cair mais pedra, pois nada garante que ao longo do percurso além desta que caiu , poderão cair outra por conta do terreno encharcado pelas chuvas… Deus é quem sabe de nossa hora!
    Jesus está voltando!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *