Blog do Adilson Ribeiro

Quarta-feira – 22:50 – Homem mata ex e aparece morto horas depois.Click na foto e veja a matéria completa:

 

Marcos Alexandre foi assassinado quando voltava para a sua cidade. Amigo é principal suspeito.

A auxiliar administrativo Yone Gloria da Cunha Novais, 21 anos, foi morta a tiros perto da empresa onde trabalhava, em Trindade, na Região Metropolitana de Goiânia. Segundo a Polícia Civil, o crime ocorreu no início da tarde desta terça-feira (13). O ex-namorado da vítima, Marcos Alexandre Morais de Assis, de 31 anos, foi apontado como autor do crime e morto pouco tempo depois. Um colega dele que o conduziu na fuga é o principal suspeito.

Um dos delegados que investiga o caso, Vicente Stabile, explicou que Yone foi morta no horário de almoço. Segundo testemunhas, Marcos Alexandre chegou ao local de trabalho e perguntou se a moça já havia saído para comer. Ele foi informado de que ela ainda estava no local e esperou. Eles se encontraram, tiveram uma rápida conversa, possivelmente uma tentativa de reatar o namoro, e em seguida Marcos Alexandre teria atirado na região do abdômen de Yone.

O delegado explica que um homem de prenome David aguardava o criminoso em um carro. Alexandre entrou e os dois seguiram em direção à cidade de Marcos Alexandre, Abadia de Goiás. Ao ser interrogado, o motorista, que está preso, disse que deixou o amigo na entrada de uma chácara do tio de Marcos Alexandre. Ele diz que quando o deixou, ouviu um disparo e depois percebeu que o homem havia sido atingido. A Polícia suspeita que o prório David tenha matado o amigo.

O delegado responsável em investigar a morte de Marcos,Arthur Fleury, afirma que a principal suspeita até o momento, é de que o próprio David teria matado o amigo. Ele explica que o calibre que matou o casal é o mesmo e a arma está desaparecida. A motivação deste segundo crime também é ignorada. O delegado Arthur disse que os dois podem ter se desentendido por conta de dinheiro ou pela morte da moça, mas a investigação ainda está em fase inicial.

David alega que não sabia que Marcos iria cometer um crime. Em depoimento, ele disse que o amigo pediu que ele o levasse ao município de Trindade para buscar dinheiro.

Fonte: O Dia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *