Blog do Adilson Ribeiro

MINISTÉRIO PÚBLICO PEDE A CASSAÇÃO DO PREFEITO DR VINICIUS

15 comentários sobre “MINISTÉRIO PÚBLICO PEDE A CASSAÇÃO DO PREFEITO DR VINICIUS

  1. binho

    o MP demorou muito a intervir aqui, mas antes tarde do q nunca. de repente com Rogerinho assumindo agora a coisa anda.

  2. Marcela

    “E agora maldito és tu desde a terra, que abriu a sua boca para receber da tua mão o sangue do teu irmão. Quando lavrares a terra, não te dará mais a sua força; fugitivo e vagabundo serás na terra” (Gênesis 4: 11-12)

    “Então disse Caim ao SENHOR: É maior a minha maldade que a que possa ser perdoada. Eis que hoje me lanças da face da terra, e da tua face me esconderei; e serei fugitivo e vagabundo na terra…” (Genesis 4: 11-12)

    Os textos supracitados estão registrados na Bíblia e fazem referências a Caim, quando esse traiu a confiança de Deus, fazendo sua própria vontade. Reprovado, matou seu irmão Abel.

    Não se trata de intenção religiosa alguma, menos ainda de convencer alguém da veracidade da Bíblia. Tomo agora o texto por motivo de equivalência no campo histórico. Neste contexto, bastava cumprir uma determinação legal e Caim honraria sua família. Mas preferiu agir pelas sombras, pela sua consciência — nem sempre a consciência é um guia seguro —, cedendo à marginalidade, agora seria um FUGITIVO e VAGABUNDO. Pesado.
    O Marcus Vinícius e a Câmara de Vereadores de Itaperuna, também, se embrearam pelo vale das sombras. Desprezaram o que é legítimo, às escondidas se tornaram “Cains”, pisotearam suas consciências, desonraram seus familiares e o povo de Itaperuna. Agora, com suas mãos sujas pela avareza, eles tocarão a epiderme de um ente mais chegado, mas não poderão tocar mais seu coração, alguns irão fugir deles por reconhecerem suas corrupções… ESTE SERÁ O SINAL… E SE TORNARÃO FUGITIVOS E VAGABUNDOS. TODOS AGORA, NEM QUE SEJA MORALMENTE, JÁ FORAM EXPULSOS DO PARAÍSO.

    OS VOTOS DOS ITAPERUNENSES CLAMAM POR JUSTIÇA DESDE SEMPRE.

    1. Mouraci Stephen Carecho

      Sob o ponto de vista metafísico, Abel e Caim podem representar estados de ânimos ou sentimentos que se contrapõem, como entidades vivas nas searas da psique humana. Nesse caso, a metáfora bíblica representaria a voz interior, no homem e o intelecto humano.
      Ora, é mais sensato admitir que se existe um modo de Deus falar com a pessoa, esse é por meio da voz interior e não por meio de escrituras ou de intermediários.Não faz sentido que o sujeito seja obrigado a alfabetizar-se pelos mecanismos criados pelo homem para habilitar-se a ler e a entender aquilo que Deus tem a lhe dizer. Se assim fosse, com aqueles impedidos do acesso ao sistema de alfabetização, a própria entidade divina estaria descartando-os desde o nascimento e isso não condiz com justiça divina. Pela mesma razão,também não faz sentido a pessoa ficar refém da leitura e interpretação provenientes de terceiros.Desse modo, o mais coerente é admitir que as relações homem/Deus ocorram nas profundezas da consciência individual. E sendo assim, a consciência é sim deveras confiável.
      Ocorre que os conselhos da voz interior, via de regra, se contrapõem às vontades do intelecto humano; Intelecto esse profano, recheado de falsas premissas, em que a cobiça é a força motriz disfarçada de mandamento divino. As pessoas sonham e lutam por ficarem ricas, como se o objetivo de suas existências estivesse vinculado à uma ordem divina de edificar. Ora, só as pedras são eternas. Todo o tipo de vida é efêmero. A existência humana não tem por objetivo construir patrimônios,mas desenvolveu tal vício.
      A metáfora de Caim e Abel revela uma dinâmica na consciência humana, quando a cobiça e o intelecto do sujeito rejeitam os sábios conselhos da voz interior. Todos erramos conscientes. Somente quando surgem os desdobramentos é que corremos apelar para a misericórdia divina.

      1. Rosângela

        Mouraci, reflita nisso:

        Livra-me, Senhor, da tolice de querer contar todos os detalhes; dá-me asas para voar diretamente ao ponto que interessa. (Santa Teresa de Ávila – 1515-1592)

        Entre duas palavras, escolha sempre a mais simples; entre duas palavras simples, a mais curta. (Paul Valery, poeta francês, 1871-1945)

        Você pode contribuir mais para nós leitores desse blog, basta não querer ser mais do que a mensagem. Vá direto ao ponto meu nobre! Não seja tão cansativo.

        1. Mouraci Stephen Carecho

          REDUCIONISMO CARTESIANO…a arma do iluminismo na escravidão moderna.

          É bom lembrar que a tal idade moderna tem início em meados de 1400 DC quando os poderosos da época promoveram René Descartes ao status de filósofo mor da humanidade.
          Em resumo. o cartesianismo procura reduzir todo um contexto complexo em falsas premissas de assimilação pura e simples, como se fosse possível explicar a teoria quântica em apenas duas frases que agradam os anseios dos incautos. E por esse motivo que circulam fantasias enganosas a respeito dessa teoria e as pessoas pensam que entenderam a coisa e acreditam na mágica mentirosa.
          O objetivo maior do processo foi limitar o campo de compreensão da pessoa ao ponto dela perder a sua capacidade de questionamento e, assim, a sua mente se tornaria um mero depositário de crendices, sem passar por qualquer juízo de valor. O plano deu certo e o sujeito atual tem preguiça de ler e de pensar, pois foi viciado em agradar-se por explicações simplificadas, mesmo que não guardem compromisso com as reais razões dos fatos.
          Que ninguém se iluda com marcas famosas. Repare bem que a Santa, assim como o poeta, são daquela época e igualmente cúmplices do processo de dominação que agora usa e abusa do software da ansiedade instalado nas cabeças das massas.
          A luta maior daquele sujeito que busca a compreensão da realidade é agora contra si mesmo, pois nada é de fácil explicação e muito menos de entendimento simples.
          A realidade é ainda muito desconhecida e, por demais complexa, não cabe em pequenos capítulos.

          1. Mouraci Stephen Carecho

            EM TEMPO…

            Também é muito bom lembrar que o cidadão comum não tem a menor ideia de que os políticos conhecem essas coisas retro mencionadas. Na surdina estudam métodos de oratória e de discursos convincentes.O sistema engana na cara de pau e o sujeito não percebe.
            Se quisermos um país mais justo, a mudança de atitude tem de começar no cidadão, isto é, deixar de ser presa fácil para a propaganda política.
            Não pare nas primeiras explicações; exija mais da sua escola, da sua igreja e dos seus representantes.

          2. Regina

            A concisão é a luxúria do pensamento.
            (Fernando Pessoa)

            O fácil torna-se difícil, graças ao inútil.
            (sabedoria popular)

    2. Laila

      Marcela, como já li neste blog, você não comenta; você LECIONA.

      PARABÉNS MENINA!

      ESTAREI SEMPRE ESPERANDO UMA AULA SUA!

  3. Pedro Martins Alves

    Bom dia, vamos aguardar . primeiro passo foi dado, agora ver os motivos e as explicaçoes já que entendo que tem muitos envolvidos acho que certa forma teremos outra eleição em Itaperuna se confirmar vários ( Vestígios, boatos ) até que se prove todos são inocentes, por que a câmara de vereadores não se manifestou quando tinha a chance agora é o ministério público que está iniciando seus trabalhos. Abre o olho povão.

  4. Mouraci Stephen Carecho

    APRENDEMOS COM AS PEDRAS…”que choram sozinhas no mesmo lugar”. ( Raul Seixas)

    Inteligência é saber aprender com a experiência alheia.
    A história é uma coletânea de fatos e situações que, embora apenas registros dormentes como pedras solitárias no mesmo lugar, apontam caminhos e acusam destinos.
    Desde o início desse governo postei sobre as tendências de diversos prefeitos que jazem nas câmaras gélidas sob a tutela Garotinho..
    Que os próximos candidatos ao executivo local aprendam que é muito melhor concorrer de mãos soltas e alma leve do que ser empurrado por forças estranhas e incompreensíveis.

  5. Dio

    Infelizmente a única justiça que funciona nesse país e para os ricos. Engusnto existir um GILMAR MENDES nesse PAÍS sera ô PAiS da impunidade. O PAÍS que tudo tem preço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *