Blog do Adilson Ribeiro

Minas Gerais – Quarta-feira – 23:40 – Casal de moto bate em carroceria de caminhão e os dois morrem na hora. Click na foto e veja a matéria completa:

Casal morava no distrito de Vale Verde, em Ipaba e ia para o trabalho em Iapu, quando bateu moto em carroceria de caminhão

Uma colisão entre uma motocicleta e um caminhão deixou duas pessoas mortas, no começo da manhã dessa quarta-feira, nas proximidades da curva da depressão, trecho da BR-458, perto do distrito de Vale Verde, entre Ipaba e Caratinga.

Um homem e uma mulher, que estavam na motocicleta morreram no local do acidente, conforme relatam testemunhas que passaram pelo local.

A reportagem do Diário do Aço apurou, no local, que o casal estava em uma moto Honda Titan ES placa HFY- 7085, de Ipaba. Conforme relato de testemunhas, a moto em que estava o casal trafegava sentido a Iapu.

Na subida, a moto esbarrou na carroceria do caminhão que trafegava lentamente pela faixa da direita. Há uma suspeita que o condutor teve a visão ofuscada pelo sol nascente, no horizonte. Desequilibrados, o condutor da moto e a passageira caíram no asfalto.

No momento passava pelo local uma picape Fiat Strada, cujo motorista não teve tempo de desviar e pode ter atropelado as duas pessoas na pista. Essa possibilidade será averiguada no exame de necropsia.

As vítimas foram identificadas como Igor Henrique Gonçalves de Souza, de 21 anos, condutor da moto, e Maria Isabel da Silva Lopes, de 22 anos. Os dois eram casados, moravam no distrito de Vale Verde, em Ipaba, e iam para o trabalho em Iapu, onde ele era gerente de uma loja de calçados.

O caminhão era dirigido por Júlio Alves Dutra, de 55 ano. Ele informou ao Diário do Aço que transporta uma carga de cerâmica para a cidade de Espera Feliz na Zona da Mata mineira.

A Fiat Strada era conduzida por Nilson Gonçalves Coelho, de 65 anos. Ele disse não ter certeza do atropelamento do casal e acredita seu veículo que apenas atingiu a motocicleta.

O km 123 da BR-458, onde aconteceu o acidente, pertence ao município de Caratinga. Por isso, os corpos foram removidos para o Instituto Médico-Legal de Caratinga.

Fonte: Diário do Aço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *