Blog do Adilson Ribeiro

Sexta-feira – 22:25 – Ataque hacker obtém dados sensíveis de 100 mil clientes de banco brasileiro, diz site. Click na foto e veja a matéria completa:

O ataque teria sido comandado por um hacker identificado apenas como “John”, que revelou como teve acesso aos dados

Cerca de 100 mil pessoas podem ter sido vítimas de um ataque hacker feito contra o Banco Inter, um dos maiores bancos digitais do Brasil. Entre os envolvidos estariam clientes, funcionários e executivos do banco. A informação é do site TecMundo, que acrescentou que os dados estão presentes em um arquivo criptografado de 40 GB, contendo fotos de cheques, transações, emails, documentos, chaves de segurança, informações pessoais e senhas.

De acordo com a publicação, o ataque teria sido comandado por um hacker identificado apenas como “John”, que, em um manifesto de 18 páginas, enviado ao site no último dia 24 de abril, revelou como teve acesso aos dados. Segundo o hacker, mais de 300 mil nomes estão envolvidos no ataque, contudo, o TecMundo confirmou pouco mais de 81 mil nomes. John fala que o sistema bancário brasileiro não está preparado para migração massiva para nuvem.

“Estamos quase às vésperas da decisão do grupo de trabalho que definirá as regras e sob quais condições e limites os bancos poderão adotar Cloud Computing em larga escala. Enquanto isso, as FINTECHs se antecipam e nadam de braçada nessa seara, sem esperar a decisão final, e de certa forma pressionando por uma decisão em favor da adoção ampla e pouco restrita da nuvem. Nesse estudo de caso, abordaremos o Banco Inter (antes Banco Intermedium) que por sua vez também está às vésperas de um lançamento de oferta pública inicial (IPO no inglês) na bolsa de valores. Buscando ser um unicórnio FINTECH de fato. Mas estamos prontos para esse salto?”, pergunta o hacker.

Para corrigir o problema e manter o caso em silêncio, o hacker teria entrado em contato com o Banco Inter e pedido uma quantia não divulgada como pagamento. John acrescentou que, se não houvesse uma resposta do Banco sobre a proposta do hacker em 15 dias, o caso se tornar público.

O que diz o Banco

O Folha Vitória entrou em contato com o Banco Inter para posicionamento acerca do assunto. Por meio de nota, o banco informou que foi vítima de tentativa de extorsão e que imediatamente constatou que não houve comprometimento da segurança no ambiente externo e nem dano à sua estrutura tecnológica.

“O Banco Inter comunica que foi vítima de A companhia esclarece, ainda, que comunicou o fato às autoridades competentes e a investigação corre em sigilo. O banco reforça também que, conforme a Lei 5.250/1967, Art. 16, é crime a divulgação de “notícias falsas ou fatos verdadeiros truncados ou deturpados” a respeito de instituição financeira, ou para causar “perturbação da ordem pública ou alarma social”, disse o banco.

Fonte Folha Vitoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *