Blog do Adilson Ribeiro

Sexta-feira – 23:55 – Governo Federal perdoa dívida de R$ 200 milhões de Neymar com a receita federal. Click na foto e veja a matéria completa:

O caso de uma suposta sonegação fiscal de Neymar entre 2011 e 2013 teve um ponto final nesta terça-feira. Depois de obter vitória no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf), Neymar viu nesta terça a Receita Federal desistir do recurso contra esta decisão no processo fiscal que chegaria hoje a R$ 200 milhões (com correção monetária). “A procuradoria desistiu do recurso porque nós obtivemos a vitória no caso. O caso está encerrado, nada mais pesa contra nós“, disse o CEO das empresas de Neymar, Altamiro Bezerra. Neymar vendeu para as empresas do pai os direitos sobre a exploração de sua imagem. Em contrapartida, a NR Sports e a N & N Consultoria pagaram um valor fixo ao jogador e passaram a ficar com as suas receitas de imagem, marketing e patrocínios. Segundo a acusação Receita, esses valores pertenceriam a pessoa física de Neymar – a alíquota nesse caso seria de 27,5%, contra 15% a 20% no caso de imposto de renda de pessoa jurídica, ou 9% em contribuição sobre o lucro de empresas. O argumento da defesa de Neymar, acolhido pelo Carf, foi pautado no fato de que o jogador e as empresas são entes diferentes: o novo camisa 10 do Paris Saint-Germain não é sócio em nenhuma delas. Por isso, seria perfeitamente normal que possa negociar seus direitos de imagem com elas sem que haja simulação. Na Espanha, Neymar ainda briga nos tribunais, já que ainda será julgado acusado de corrupção na polêmica transferência do Santos para o Barcelona. Fonte: ESPN

Um comentário sobre “Sexta-feira – 23:55 – Governo Federal perdoa dívida de R$ 200 milhões de Neymar com a receita federal. Click na foto e veja a matéria completa:

  1. Mouraci Stephen Carecho

    HISTÓRIAS…que nem mesmo os mais experientes historiadores entendem.

    No Brasil é muito comum o sujeito deitar burro e acordar um grande gênio do mundo dos negócios. Vários são os exemplos desse tipo de coisa, a exemplos de Ronaldos, Lulinha e outros que do analfabetismo saltaram direto ao status de experts do mundo financeiro.
    No caso desse Neymar a coisa extrapolou os limites do ridículo. Um jovem sem escolaridade e seu pai, um desconhecido contabilista, se tornaram gênios do mundo empresarial esportivo, capazes de driblarem até mesmo a máfia russa e o califado árabe, proprietários dos grandes clubes de futebol na Europa. Mui repentinamente se tornaram poliglotas ao ponto de entenderem com precisão máxima a minuciosa linguagem técnica dos contratos e transações multimilionárias envolvendo cobras criadas das finanças internacionais.
    Só sendo brasileiro para acreditar nesses milagres econômicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *