Blog do Adilson Ribeiro

Direto da Redação – Justiça manda o prefeito Dr. Vinícius afastar o secretário França Bombeiro

3 comentários sobre “Direto da Redação – Justiça manda o prefeito Dr. Vinícius afastar o secretário França Bombeiro

  1. Mouraci Stephen Carecho

    ‘ME CANTÓ UNA GUANTANAMERA”

    Uma sentença não é um poema;
    Pois que um poema reflete tão apenas uma concepção pessoal de um poeta.
    Uma sentença não é um poema;
    Pois que uma sentença reflete uma conclusão concebida por um acervo de provas.
    É profundamente triste que os dirigentes se entreguem ao que é mesquinho e profano.
    É profundamente lamentável que as expectativas se dissolvam em águas turvas.
    É simultaneamente triste e lamentável que uma justiça se faça necessária.
    Perdemos todos.

    clique no link: https://www.youtube.com/watch?v=jg6CscmG6-8

    O poema La Guantanamera, de José Martí, foi publicado em 1891.
    Na década de 40 alcançou tamanha popularidade que o povo adotou a frase “me cantó una Guantanamera”, em referência quando alguém conta um fato triste.
    O poema tem sido indevidamente atribuído à causas políticas do passado.
    Aqui é apresentado unicamente como votos de pesar pelo cenário político da nossa cidade.

    La Guatanamera – (José Martí)

    Guantanamera, guajira Guantanamera – Camponesa de Guantánamo
    Guantanamera, guajira Guantanamera – Camponesa de Guantánamo

    Yo soy un hombre sincero – Eu sou um homem sincero
    De donde crece la palma – Lá de onde crescem as palmeiras
    Yo soy un hombre sincero – Eu sou um homem sincero
    De donde crece la palma – Lá de onde crescem as palmeiras

    Y antes de morirme quiero – E antes de morrer eu quero
    Echar mis versos del alma – Lançar meus versos da alma

    Guantanamera, guajira Guantanamera – Camponesa de Guantánamo
    Guantanamera, guajira Guantanamera

    Mi verso es de un verde claro – meus versos são de um verde claro
    Y de un carmin encenidido – e de um carmim em chamas
    Mi verso es de un verde claro – meus versos são de um verde claro
    Y de un carmin encenidido – e de um carmim em chamas
    Mi verso es un ciervo herido – meus versos são como um cervo ferido
    Que busca en el monte amparo – que busca refúgio nas montanhas

    Guantanamera, guajira Guantanamera – Camponesa de Guantánamo
    Guantanamera, guajira Guantanamera

    Por los pobres de la tierra – E aos pobres da Terra
    Quiero mis viersos dejar – Quero meus versos deixar
    Por los pobres de la tierra – E aos pobres da Terra
    Quiero yo mis viersos dejar – Quero meus versos deixar
    Porque arroyo de la cierra – Porque o riacho da serra
    Me complace más que el mar – Me agrada mais que o mar

  2. Visitante

    Com Deus não se brinca. Êxodo 20, 3° Mandamento: Não terei por inocentes aqueles que usar o meu NOME em vão. O Machado está posto à raiz.

Deixe uma resposta para Visitante Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *