Blog do Adilson Ribeiro

Quinta Feira – 23:40 – Médico explica mal súbito que pode ter matado estudante. Clique na foto abaixo e veja mais

Na tarde desta quinta-feira (11), o estudante Matheus Pereira Coelho, de 15 anos, aluno do 3º Ano do Ensino Médio, morreu dentro de uma escola em Porto de Santana, Cariacica. A suspeita inicial é de que o aluno tenha sofrido um mal súbito.

O clínico geral João Evangelista explica que “o mal súbito se caracteriza por uma parada cardíaca. É provável que o estudante tinha um problema no coração e não sabia”.

O médico afirma que a causa para essa parada pode ser vascular, quando há um entupimento ou rompimento de veia, ou elétrica, quando o coração bate errado. “Uma parada cardíaca em crianças e jovens pode ser causada por muitos motivos diferentes. Um deles pode ser o choque térmico, que é capaz de danificar um coração que já tem algum problema. Essa variação brusca de temperatura no corpo pode ser um fator desencadeante”, explicou.

As primeiras informações apontam que o menino desmaiou e precisou ser atendido por duas equipes do Samu. Ele chegou a receber o atendimento emergencial, mas não resistiu e morreu. As causas da morte serão atestadas pelo Instituto Médico Legal.

A escola emitiu uma nota oficial sobre o fato.

“O Sesi-ES lamenta profundamente o ocorrido na tarde de hoje com o estudante Matheus Pereira Coelho, na unidade de Porto Santana, em Cariacica. O aluno teve um mal súbito depois do horário letivo e faleceu mesmo após atendimento do Samu. A causa da morte ainda está sendo apurada pelo Instituto Médico Legal (IML).
Nossas equipes pedagógicas e de psicólogos estão prestando todo apoio possível aos familiares e colegas do aluno. Nossa diretoria também está acompanhando o caso de perto junto aos órgãos competentes. O Sesi-ES se solidariza com os familiares e informa que foi decretado luto oficial de três dias em todas as unidades do Espírito Santo”

Mais informações sobre este caso e a cobertura completa você acompanha no Jornal A Tribuna desta sexta-feira (12).

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *