Blog do Adilson Ribeiro

DF – Segunda-feira – 17:45 – FEMINICÍDIO: Homem mata esposa e dá 3 tiros no filho. Clique na imagem para mais informações:

Homem atirou na mulher e no filho, no Bloco E, da 316 Norte, às 10h25 desta segunda-feira (28/1). De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, Diva Maria Maia da Silva, 69 anos, foi atingida e morreu no local.

O filho, de 47 anos, foi levado em estado grave para o hospital. Ainda segundo informações preliminares do CBMDF, Regis do Carmo Correa Maia levou três disparos. O suspeito, Ranulfo do Carmo, 74, fugiu em um Cross Fox branco. Ele foi preso pela Polícia Militar na altura da Quadra 8 do Park Way (veja foto abaixo).

Vizinhos do casal e funcionários do prédio contaram que ele costumava agredir a mulher. O filho, que não morava no local, vinha com frequência justamente para proteger a mãe. Ele é técnico judiciário do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT).

Ao que tudo indica, houve uma grande discussão no apartamento que fica no primeiro andar. O homem disparou contra o filho e a mulher tentou defendê-lo, acabando morta. “É uma tragédia anunciada. Ela era uma coitada. O filho era maravilhoso, sempre defendia a mãe”, relatou uma testemunha.

O tenente Washington Romão, do Corpo de Bombeiros, disse que a mulher foi atingida na cabeça mais de uma vez. O filho foi atingido na região tronco abdominal. Ele teve uma hemorragia grave, que deixou a viatura cheia de sangue.

Foto cedida ao Metrópoles

De acordo com relatos de vizinhos, o autor do crime tinham uma arma, um revólver calibre .38. A filha está em estado de choque e pode ser levada ao hospital a qualquer momento. Os vizinhos contaram que ouviram muitos tiros. “Parecia um monte de balão estourando. Na hora, não sabia que era tiro”, disse uma mulher que pediu para não ter o nome divulgado.

Um dos porteiros acionou a PM. De acordo com ele, foram muitos tiros: “O som era muito alto”. O trabalhador contou ao Metrópoles que o suspeito saiu tranquilamente do edifício após cometer o crime e foi embora de carro.

O delegado Laércio Rosseto, da 2ª Delegacia de Polícia, foram identificados vários disparos nas paredes da sala e na cozinha. A mulher teria tentado fugir e caiu no hall do apartamento.

Fonte: Metrópoles.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *