Blog do Adilson Ribeiro

Quarta – 17:20 – Adolescente é estuprada e enterrada viva em Rio das Ostras. Veja abaixo:

Uma menor de 17 anos grávida foi estuprada e enterrada viva nas areias da praia do Bosque, em Rio das Ostras, na Região dos Lagos, na madrugada desta terça-feira. A suspeita é de que o namorado da vítima tenha participado do crime. A jovem conseguiu escapar e foi socorrida por um homem que passava pelo local.
De acordo com a Polícia Civil, uma outra menor, de 16 anos, foi apreendida após confessar ter atraído a vítima para o local onde foi atacada. Informações preliminares indicam a participação de outras duas pessoas na ação. A adolescente que sofreu o abuso está viva e recebeu atendimento médico.
Uma testemunha viu o momento em que a menor foi socorrida por um ciclista, por volta de 5h, e relatou ao DIA a situação. “Uma cena muito triste, uma menina toda machucada, com a cabeça sangrando, suja de areia dos pés a cabeça, estava com uma bermuda preta que estava rasgada, no mínimo tiraram a força”, conta. Segundo ele, o Corpo de Bombeiros e a SAMU foram acionados, mas o atendimento demorou a ser realizado, por conta do horário.
Fonte: O DIA.

Um comentário sobre “Quarta – 17:20 – Adolescente é estuprada e enterrada viva em Rio das Ostras. Veja abaixo:

  1. Jose Carlos Carvalho de Araujo

    Boa noite Adilson,
    Enquanto leio essa noticia resolvi tomar uma decisão e fazer uma denuncia.
    É com intensa indignação a que venho denunciar aqui nesse blog e também encaminhar ao Ministério Público a grande irresponsabilidade que a secretaria de saúde e de educação acabam de fazer em relação a saúde dos jovens adolescentes de Itaperuna.
    Há duas semanas meu sobrinho recebeu a caderneta do adolescente, um material belíssimo, com informações educativas a respeito da saúde do adolescente, com acompanhamento do crescimento, peso, altura e das mudanças que tanto o adolescente e a adolescente passam nessa fase de intensas mudanças tanto no corpo e na construção de sua identidade.
    Hoje ao ir a UBS do meu bairro me informei com a enfermeira a data de distribuição desse material na escola no meu filho pois tanto ele, eu e minha esposa estávamos ansiosos por esse cuidado, cheguei a elogiar a conduta da secretaria de saúde e de educação por implementar tão belo trabalho. Foi então que descobri que a distribuição foi proibida pelas duas secretarias e o que mais me assustou foi que a proibição veio da primeira dama Marli, pois havia desenhos impróprios, segundo ela, no material. Lembro a ela ou a quem de direito que a mesma informação sobre sexualidade e desenvolvimento do corpo também se encontra no livro de ciências do meu filho, se for o caso ela como “gestora e conhecedora” da saúde e educação não mandará suspender também esse livro? Tomará o celular das crianças para que não tenham acesso a conteúdos impróprios? Caros leitores, talvez essa senhora, que se julga católica e querer o bem ao próximo não conheça a verdadeira realidade dos jovens do município, ela deve sair das redes sociais e ver meninas com 11 anos amamentando seus filhos na escola, e em escola municipal, jovens de 15 e 16 anos contraindo HIV e DSTs, e o pior, talvez não tenha tido, como minha vizinha, encontrado seu filho morto com uma corda no pescoço, aluno também de escola municipal. Trabalhos de prevenção a esses males estavam na caderneta do adolescente, que era definida com conteúdos para meninos e meninas, e foi proibido por alguém que não dá valor o que é educar, prevenir, pois sabedoria e conhecimento são o que mais falta nessa primeira dama ou nos secretários que acataram essa decisão. Ao educar meu filho sempre opto pela informação correta e não pela desinformação. Nas nossas escolas está em falta educação e informação mas quando se tem essa possibilidade e optam por contribuir por mais gravidez em meninas de 11, 12, 13 anos, pelo aumento das drogas e seu consumo, ou seja, temos um governo que opta pela ignorância.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *