Blog do Adilson Ribeiro

Rio de Janeiro – Sábado – 10:20 – Tiroteio apavora moradores no Vidigal. Veja abaixo:

Um intenso tiroteio deixou moradores apavorados no Vidigal na manhã deste sábado (15). Em vídeo divulgado nas redes sociais pelo OTT, uma mulher e um homem relatam que os tiros partiram de agentes da UPP.

“Que isso gente, o mundo está acabando?”, pergunta a mulher.

Nos últimos dias, os confrontos entre traficantes e policiais (e entre facções rivais) se intensificaram. Entre os comentários no Facebook, moradores relatam indignação.

“Não temos paz nem pra descer pra trabalhar! O blindado da PM ta na entrada da comunidade”, diz uma moradora.

– Estava bem complicado logo cedo. Eu trabalho na Barra. Normalmente saio de casa às 7h, fiquei meia hora esperando para sair – conta uma outra moradora.

De acordo com um morador, o tiroteio começou às 6h e foi na parte mais alta do Vidigal, nas localidades do 14 e do Biroscão.

– No local do baile no alto, só tinham umas 12 pessoas, não tinha som, só moradores bebendo e conversando, eles chegaram encapuzados dando tiro para o alto e jogando gás de efeito moral, dando chutes e socos. Um policial me acertou na altura do pescoço e deu um tapa no copo de bebida que estava em minha mão – diz uma moradora.

Mototaxistas reclamam que, a pedido da polícia, não puderam circular, o que deixou moradores sem transporte para irem para o trabalho. Alguns, porém, trafegaram assim mesmo.

O Caveirão da Polícia Militar está na entrada do morro.

– Complicado a situação. Muita agressão de policiais a moradores. Moramos na comunidade e vivemos essa rotina quase que diariamente de abuso da autoridade – afirma integrante do grupo Parceiros do Vidiga, no Facebook.

“Venho comunicar aqui a total falta de respeito desses policiais. Chegaram no alto onde estava rolando o baile. Só trabalhadores curtindo conversando, chegaram dando tapa na cara e jogando gás sem necessidade alguma, chegaram agredindo todo mundo. Um absurdo, tomei um tapa no rosto e tive meu copo de cerveja jogado em minha cara”, relatou uma moradora.

Segundo informações da UPP, houve um breve confronto, “patrulhamento de rotina”, sem feridos.

Por volta das 7h30m, um homem identificado como Igor Cristiano Silva Souza, de 23 anos, deu entrada no Hospital Miguel Couto, vítima de explosão.

Fonte: Extra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *