Blog do Adilson Ribeiro

Terça feira Serra 21:54 – Mulher é agredida por companheiro após postar foto sozinha nas redes sociais. Clique na imagem abaixo veja mais fotos e saiba mais informações…

Clique na imagem acima e inscreva-se
no Vestibular da UNIG

“Ele fala que me ama. Que amor é esse? Que amor é esse que quer matar, quer bater, quer judiar?”. Uma mulher de 40 anos afirmou ter sido agredida e ameaçada de morte pelo companheiro, com quem tinha um relacionamento há oito meses, na madrugada do último domingo (14).

Segundo a vítima, o motivo teria sido uma foto publicada por ela nas redes sociais. O homem não teria gostado e começou a agredi-la. “As agressões começaram depois que postei uma foto sozinha no meu perfil (de uma rede social). Ele não gostou e pediu para eu tirar. Naquele momento, foi citado, com todo mundo brincando, a questão de um ex-namorado meu que ele não gosta. E as agressões começaram do nada”, lembrou a vítima.

A agressão aconteceu de sábado para domingo quando o casal estava na casa de uma amiga. “Soco, chute, tapa, porrada… Estou com meus dois olhos roxos, com sangue, a minha boca por dentro ‘pocada’, quatro unhas da mão arrancadas, um dedo do pé quebrado, duas costelas fraturadas, e a cabeça (machucada). Ele só parou depois que viu o farol do carro de polícia”, contou.

A vítima registrou um boletim de ocorrência, fez exame de corpo de delito e já recebeu uma medida protetiva, já que, segundo ela, o homem continua a ameaçando. “Eu só pedia a Deus para não morrer. Até onde estou sabendo, não sou a primeira e nem a segunda vítima, e se continuar também não vou ser a última. Na delegacia disseram que ele tem sete (ocorrências da Lei) Maria da Penha”, afirmou.

Invasão

Portão da casa da vítima onde o agressor invadiu na segunda-feira (15)

Na segunda-feira (15), o agressor teria ido até a casa da vítima para buscar os pertences dele. Segundo ela, o homem pulou o muro, quebrou parte do telhado e entrou na casa. “Me ameaçou de morte, invadiu aqui mesmo tendo gente na minha casa”, destacou a mulher.

O homem estaria nervoso e entrou quando ela estava na sala da residência, conversando com familiares. Isso aconteceu no início da tarde de segunda-feira (15). Como ele demonstrou agressividade, ela correu para o banheiro e se escondeu, onde ficou por aproximadamente uma hora. A vítima contou também que enquanto ficou trancada, o homem foi ao quarto buscar as coisas dele. “(Já sofri) Mas nada como nessa situação. Mas sempre houve muitas ameaças. ‘Se você me largar, não pode ficar com mais ninguém’, ele dizia. É um cara frio, calculista, que te chama de ‘minha linda’, ‘meu amor’, dá rosas, na hora que está com cólica te traz o melhor remédio e o melhor chocolate… É um cara que te machuca, mas que te traz café na cama. Não vou ser a última vítima”.

A vítima disse também que há cerca de oito meses o homem já tinha cometido agressão, a ameaçado de morte, e repetiu novamente agora. Dessa vez, ele pegou uma cadeira e subiu na báscula do banheiro para falar com ela, e teria dito que estava arrependido.

Suspeito (destaque) quebrou parte do telhado da casa da vítima na segunda-feira (15)

“Agora eu só consigo pensar em uma situação: será que a próxima pessoa que eu me envolver não vai fazer a mesma coisa ou pior? Quero justiça para não acontecer como aconteceu com outras e está acontecendo comigo. Se ele se acha doente, que procure um tratamento”

Investigação

De acordo com a Polícia Civil, o caso segue sob investigação da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM) da Serra. As partes serão intimadas para serem ouvidas. O crime de lesão corporal na forma da Lei Maria da Penha, de acordo com o STF, agora é uma ação incondicionada e deve ser investigado. Denúncias podem ser feitas por meio do Disque-Denúncia 181 ou pelo disquedenuncia181.es.gov.br, onde é possível a pessoa anexar imagens e vídeos de ações criminosas. Não é preciso se identificar.

 

Fonte: Folha Vitória

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *