Blog do Adilson Ribeiro

Miracema – Sexta Feira – 13:00 – Vítima de feminicídio era obrigada a ver vídeos de companheiro com HIV fazendo sexo com outras e a comer fezes, diz polícia. Veja abaixo:

Clique na imagem acima e inscreva-se no vestibular de medicina da UNIG

Polícia disse que Franciane Moizes Pedro relatava ameaças de Gutemberg Xavier Alves para confidentes. Ela foi morta em Miracema. Suspeito está foragido.

Relatos feitos à Polícia Civil revelam que Franciane Moizes Pedro, vítima de feminicídio em Miracema, no Noroeste Fluminense, era obrigada a assistir vídeos do companheiro Gutemberg Xavier Alves, que é soropositivo, fazendo sexo com outras mulheres e chegou a ter que comer fezes sendo ameaçada por ele.

Franciane foi morta e o corpo encontrado em uma área de mata na cidade de Palma (MG), que faz limite com Miracema, no mês passado. Segundo a polícia, o corpo da vítima foi esquartejado e incendiado e não é possível saber como ela morreu.

De acordo com a polícia, o companheiro é suspeito de ter cometido o crime e já foi expedido mandado de prisão preventiva contra ele, que está foragido.

O delegado responsável pelo caso, Gésner Bruno, contou que 20 pessoas já foram ouvidas no inquérito que apura a motivação da morte de Franciane.

Segundo Gésner, a vítima relatou para parentes e amigos que o companheiro chegou a obrigá-la também a fazer uma tatuagem com a frase: “Gutemberg, eu te amo!”.

Além disso, uma das testemunhas disse que Franciane contou que, em agosto, ele tentou enforcá-la com uma corda e ela teria dito que “achou que fosse morrer”.

Ocultação do corpo

Em outubro, a polícia fez escavações no quintal da casa onde a vítima morava com Gutemberg. No local, os policiais encontraram um pano com marcas de sangue e mau cheiro. De acordo com a polícia, o suspeito ficou desconfiado depois de prestar depoimento na delegacia e retirou o corpo do local.

Imagens de câmeras de segurança mostraram que o suspeito e um homem, com transtorno mental, saíram da casa com sacolas onde estavam partes do corpo da vítima.

A polícia disse que o suspeito enganou o homem afirmando que eram restos mortais de um cachorro.

Campos em Foco

RELEMBRE

 

 

Miracema Terça feira – Atualizada às 12:47 – Mulher que foi morta, enterrada, desenterrada, cortada em pedaços e enterrada de novo, estava desaparecida desde setembro.

 

O caso de uma mulher que era dada como desaparecida terminou com a revelação de um crime de feminicídio com requintes de crueldade em Miracema, interior do estado do Rio. Gutemberg Xavier Alves, de 42 anos, é suspeito de matar e enterrar no quintal de casa a companheira Franciane Moizes Pedro, de 27 anos. Após a polícia ligar o radar e suspeitar de sua participação no desaparecimento da mulher, Gutemberg desenterrou a vítima, cortou em pedaços e usou um homem com transtorno mental para sumir com as partes do corpo, que foi enganado ele pensou se tratar de um cachorro morto, segundo aponta a polícia.
Imagens de câmeras de segurança, publicadas pelo site G1, mostram Gutemberg deixando a casa acompanhado do homem, que carrega uma sacola azul, onde estariam partes do corpo da vítima. Em seguida eles entram em uma garagem. Nesta segunda-feira, o juiz Rodrigo Rocha de Jesus, do plantão judiciário da região, decretou a prisão temporária de 30 dias do suspeito, que está foragido.
A decisão do magistrado, após pedido da 137ª DP (Miracema), que investiga o caso, tem como base as buscas na casa da vítima, onde foi encontrado após escavações um pano com sangue, um pedaço de aplique que estava enterrado, além dos restos mortais de Franciane, achados em uma área rural próximo da divisa com Minas Gerais, na última sexta-feira. O depoimento do rapaz usado pelo suspeito foi também considerado pelo juiz ao decretar a prisão.

Franciane teria sido foi morta em setembro deste ano, mas a família só denunciou o desaparecimento da vítima na polícia no início deste mês. Gutemberg foi ouvido pela polícia e teve o carro periciado. Depois disso, ele decidiu desenterrar a vítima e sumir com os restos mortais.

A motivação e as circunstâncias da morte ainda são desconhecidas. O enterro dos restos mortais de Franciane ocorreu nesta segunda-feira.
Fonte :O Dia

Assista abaixo a filmagem de uma Câmera de Segurança que mostra o momento em que o corpo cortado em pedaços, era levado para ser enterrado na zona rural, dentro de uma sacola usada para ensacolar lixo:

 

 

 

RELEMBRE

 

 

 

Miracema – Terça Feira – 10:25 – Homem mata a mulher e usa rapaz com doença mental para sumir com o corpo.

 

O caso de uma mulher que era dada como desaparecida terminou com a revelação de um crime de feminicídio com requintes de crueldade em Miracema, interior do estado do Rio. Gutemberg Xavier Alves, de 42 anos, é suspeito de matar e enterrar no quintal de casa a companheira Franciane Moizes Pedro, de 27 anos. Após a polícia ligar o radar e suspeitar de sua participação no desaparecimento da mulher, Gutemberg desenterrou a vítima, cortou em pedaços e usou um homem com transtorno mental para sumir com as partes do corpo, que foi enganado ele pensou se tratar de um cachorro morto, segundo aponta a polícia.
Imagens de câmeras de segurança, publicadas pelo site G1, mostram Gutemberg deixando a casa acompanhado do homem, que carrega uma sacola azul, onde estariam partes do corpo da vítima. Em seguida eles entram em uma garagem. Nesta segunda-feira, o juiz Rodrigo Rocha de Jesus, do plantão judiciário da região, decretou a prisão temporária de 30 dias do suspeito, que está foragido.
A decisão do magistrado, após pedido da 137ª DP (Miracema), que investiga o caso, tem como base as buscas na casa da vítima, onde foi encontrado após escavações um pano com sangue, um pedaço de aplique que estava enterrado, além dos restos mortais de Franciane, achados em uma área rural próximo da divisa com Minas Gerais, na última sexta-feira. O depoimento do rapaz usado pelo suspeito foi também considerado pelo juiz ao decretar a prisão.

Franciane teria sido foi morta em setembro deste ano, mas a família só denunciou o desaparecimento da vítima na polícia no início deste mês. Gutemberg foi ouvido pela polícia e teve o carro periciado. Depois disso, ele decidiu desenterrar a vítima e sumir com os restos mortais.
A motivação e as circunstâncias da morte ainda são desconhecidas. O enterro dos restos mortais de Franciane ocorreu nesta segunda-feira.
Fonte: O DIA

RELEMBRE

 

 

Terça Feira – 09:55 – Decretada a prisão do acusado de matar companheira em Miracema.

 

A Justiça de Miracema decretou nesta segunda-feira (28), a prisão temporária de Gutemberg Xavier Alves, de 43 anos, acusado de matar a companheira, Franciane Moisés Pedro, de 27, em Miracema. A informação foi confirmada durante a gravação de entrevista concedida à Rádio Natividade no início da noite pelo delegado Gésner César Bruno, titular da 137ª DP, que solicitou a prisão após elucidar o feminicídio.

Segundo o policial, Gutemberg que aparentemente tinha perfil possessivo, não teria aceitado a decisão da vítima de colocar fim ao relacionamento e a matou dentro da residência do casal, no bairro Viradouro, onde inicialmente sepultou seu corpo, mas o transferiu depois de esquartejá-lo e incendiá-lo, até uma área de mata no vizinho município de Palma (MG), distante cerca de 13 quilômetros.

– No dia 10 de outubro ele prestou depoimento aqui na delegacia, onde também realizamos perícia com uso de luminol no carro dele. O envolvido, aparentemente ficou assustado com o desenrolar das investigações e na madrugada seguinte, voltou ao local do crime, desenterrou o corpo da vítima após cerca de duas horas de escavações e depois de picotá-lo e incendiá-lo, o transferiu para área de mata em Palma (MG), onde nós o encontramos, – revelou César Bruno.

Quaisquer informações que ajudem na localização do suspeito, podem ser repassadas ainda que anonimamente através do telefone  (22) 3852-1977. A entrevista completa com o delegado, irá ao ar na manhã desta terça-feira (29).

 

Da redação da Rádio Natividade

 

 

RELEMBRE

 

 

Miracema – Sexta Feira – Atualizada – 20:40 – Mulher enterrada na zona rural teria sido enterrada antes no quintal da casa dela.

A polícia trabalha com a possibilidade do assassino ter enterrado o corpo da mulher no quintal de sua própria casa e ao perceber que as investigações avançavam e que existia grande possibilidade do corpo ser encontrado, ou talvez, até mesmo por conta do mal cheiro, o responsável pela morte da mulher, desenterrou o corpo e o enterrou novamente já em estado avançado de decomposição na zona Rural, entre Miracema (RJ) e Palma(MG). O companheiro da vítima é considerado suspeito pela polícia.

 

-Da Redação A, do Blog do Adilson Ribeiro.

 

 

RELEMBRE

 

 

Miracema – Sexta Feira – 13:55 – Mulher desaparecida é encontrada morta na zona rural.

O corpo da dona de casa Franciane Moisés Pedro, de 27 anos, desaparecida desde o último dia 03 de setembro acaba de ser encontrado na zona rural em Miracema. A polícia chegou a escavar o quintal da casa dela com suspeitas de que teria sido enterrada lá.

 

Da Redação do Blog do Adilson Ribeiro

 

 

RELEMBRE

 

 

Sexta-feira – 11:11 – Mulher desaparecida pode ter sido morta e enterrada no quintal de casa em Miracema.

Policiais da 137ª Delegacia de Miracema realizaram escavações no quintal de uma residência no bairro Viradouro, em Miracema, onde pode ter sido enterrado o corpo da dona casa Franciane Moisés Pedro, de 27 anos, desaparecida desde o último dia 03 de setembro. No local foi encontrada uma toalha com vestígios de sangue, além de mechas de megahair, que podem ser da vítima. O companheiro da mulher está sendo investigado como suspeito do crime. Todo material encontrado no local será enviado ao Rio de Janeiro, onde deverá passar por exame de DNA. Quem tiver informações sobre o caso pode denunciar pelo telefone (22) 3852-1977.

Veja Abaixo Imagens do local onde o corpo havia sido enterrado:

 

Das redações do Blog do Adilson Ribeiro e da Rádio Itaperuna

 

OBS: Todo material pode ser utilizado por outros meios de comunicação,
desde que se respeite os créditos acima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *