Blog do Adilson Ribeiro

Segunda Feira – 23:43 – Pai de assassino de modelo se matou após filho dizer: “Matei a Kimberly”. Veja Abaixo:

Miss Manicoré foi brutalmente assassinada em Manaus. Acusado ligou para o pai contando o que havia feito e ouviu: “Entregue-se”.

Continua após a Publicidade:

Clique na imagem acima e inscreva-se no Vestibular Agendado da UNIG.

O depoimento de Rafael Fernandes Rodrigues, 31, assassino confesso da Miss Manicoré Kimberly Karen Mota, 22, anos encontrada com diversas facadas no apartamento do suspeito na última terça-feira (12) no Centro de Manaus.

No depoimento concedido a delegada Zandra Ribeiro adjunta da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), na noite de ontem (17), o autor disse que antes de assassinar brutalmente a modelo perguntou a ela, “Se era isso mesmo? Seja sincera” e explicou que viu as notificações e mensagens de homens no celular, inclusive com emotions o que teria deixado ele com mais raiva, chegando a indagar que estava sendo enganado mais uma vez. A partir daí Rafael desferiu a primeira facada na região do pescoço a vitima que estava deitada, ao sentir o golpe sentou na beira da cama e questionou ” O que é isso?”, tentou falar novamente mais desfaleceu, em seguida. Ele conta que pegou o corpo e carregou até o banheiro para lavar, por que estava muito ensanguentado. Deixou o cadáver da Miss somente de sutiã e short arrastou até a sala do apartamento e após isso entrou em desespero, ligando para o pai explicando o ocorrido. Depois arrastou o corpo até o quarto onde decidiu deixa – lo de peito pra cima, com um lençol branco.

Durante a ligação para o pai o autor disse. “Fiz merda acabei com minha vida, matei a Kimberly; o pai então disse. “Se entregue” transtornado e sem saber o que fazer Rafael então disse ao pai “Não posso ficar aqui ” ao telefone falava o tempo todo repetindo diversas vezes que precisava fugir e ir pra longe encontrar Deus. Após a ligação no outro dia seu ‘Nilton’ pai do assassino suicidou – se no Estado de São Paulo, onde morava. No mesmo depoimento o assassino ainda diz “O Brasil acabou pra mim, acabei com minha vida e como o meu diploma” sobre as ligações Rafael disse que só ligou para o pai e mais ninguém.

Após o depoimento os advogados do suspeito entraram com o pedido de liberdade provisória, até que o resultado seja divulgado. Rafael continua preso no Complexo Penitenciário Anísio Jobim no KM 8 da BR 174.

Por Mairkon Castro – Portal Manaus Alerta.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *