Sábado – 847 pinos de cocaína foram apreendidos na noite desta sexta feira

1_1_1 2_1_1

 

A apreensão ocorreu ontem dia 23/01/14 por volta das 22:30h num terreno baldio ao lado das casinhas populares na Ponte Seca em Aperibé. Após monitoramento da P2, com apoio do Patamo de 1ª e 2ª Cia e Setores E, RAS, RP, PPC, os policiais encontraram 847 pinos de cocaína no local.

A ocorrência foi procedida à 136ª DP.

 

Reportagem e Fotos Blog do Adilson Ribeiro

Itaperuna – Sábado – 08:00h – Confira abaixo a Previsão do Tempo atualizada em Itaperuna e cabeceiras do Rio Muriaé para hoje

DSC08499_1_1

Itaperuna – Sexta Feira – 08:00h

Itaperuna-RJ

Max 33ºC    Min 21ºC

 

Probabilidade de Chuva – 60%

Volume Estimado – 08mm

Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.

 

Carangola-MG

Max 33ºC    Min 21ºC

 

Probabilidade de Chuva – 60%

Volume Estimado – 18mm

 

Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.

 

Muriaé-MG

Max 35ºC    Min 21ºC

 

Probabilidade de Chuva – 68%

Volume Estimado – 13mm

 

Sol com muitas nuvens. Pancadas de chuva à tarde e à noite.

 

Foto: Dani Ribeiro Fonte : Clima Tempo

Sexta-feira – Prefeitura investe R$ 400 mil em segurança pública

camera2Segurança pública é dever do estado. No entanto, com o objetivo de potencializar as ações no município, a Prefeitura de Muriaé vai investir, em 2015, mais de R$400 mil para a manutenção dos órgãos policiais e militares existentes na cidade. Os recursos estão previstos no orçamento anual e podem, ainda, ser incrementados. “Estamos trabalhando para implantar o sistema de videomonitoramento nas ruas, algo que é um antigo anseio da população muriaeense”, garante o prefeito Aloysio Aquino. “Temos procedimentos bem encaminhados e estamos empenhados em resolver esta questão o mais breve possível”, completa. Segundo reportagem publicada em 16 de junho de 2014 pelo jornal O Tempo, dos 853 municípios mineiros, apenas 14 mantêm contratos para auxiliar na execução dos serviços de segurança pública. Muriaé é um dos que investem recursos extras, com repasses realizados para diversos órgãos: Polícia Militar (R$165 mil), Tiro de Guerra (R$88 mil), Corpo de Bombeiros (R$77 mil), Polícia Civil (R$54 mil), Delegacia do Serviço Militar (R$11 mil), Polícia Rodoviária Estadual (R$10 mil) e Polícia Militar do Meio Ambiente (R$7,6 mil). “Se contássemos apenas com a verba estadual, a situação seria precária. Os investimentos feitos pelo município são extremamente necessários para o bom funcionamento das polícias e dos demais órgãos”, ressalta Aloysio Aquino. Os recursos suplementares são utilizados para custear aluguel dos imóveis, aquisição de combustível, materiais permanentes e de consumo, manutenção de viaturas e veículos, entre outras finalidades. Entra na conta também o apoio para a realização de eventos, como a cessão de escolas municipais para as atividades desempenhadas pelo Proerd em Muriaé. Outras áreas também recebem investimentos: Além da segurança pública, a Prefeitura de Muriaé também investe em outras áreas de atuação, a fim de garantir que os serviços públicos sejam prestados com eficiência. A saúde é uma das prioridades, com recursos suplementares que ultrapassaram a casa dos R$4 milhões em 2014. Deste total, mais da metade foi repassado para o Hospital São Paulo; já a Rede de Urgência e Emergência (SAMU), que foi implantada em Muriaé em janeiro do ano passado, recebeu repasses totais de R$1,8 milhão.

Fonte: Silvan Alves

Sexta feira- Milhares de peixes morrem por causa da seca

460ad662eab5d4cd73b82202a302f8df23012015170034_g

A extensão de 45 quilômetros ficou tomada de peixes mortos

1d94defd293624d4b4ebc839136908eb23012015170035_g

38a6a8165c107860bc70e226bf20658b23012015170035_g 0056d7e6dfb510d5cdac83f96dd12bad23012015170035_g

A seca na região provocou o maior desastre ambiental registrado nos últimos dez anos. 

Milhares de peixes da Lagoa Preta, em Quissamã, apareceram mortos nesta sexta-feira (23). A mortandade do imenso cardume foi descoberta por três guardas ambientais, que fiscalizam a área do Parque Nacional da Restinga de Jurubatiba, que possui 45 quilômetros de praia.

Segundo o guarda ambiental, Marcos Rodrigues, a descoberta aconteceu no momento em que ele e dois colegas de serviço, mesmo de folga, resolveram passar pela margem da restinga. “A gente resolveu andar pelo local, quando nos deparamos com a tragédia. Quase todas as lagoas secaram e os peixes estão morrendo. A quantidade de peixe morto é muito grande. É impossível ter ideia em números”. Depois de fotografar e filmar o espelho d’água tomado de peixe, Rodrigues encaminhou o material para a chefia do parque.

De acordo com o chefe do parque, Marcelo Pessanha, treze das dezoito lagoas  da restinga secaram. “Já esperávamos que isso fosse acontecer. O excesso de evaporação e a não ocorrência de chuva estão fazendo com que as condições físico-químicas da água modifiquem e isso pode levar à mortandade de animais. Em 1971, antes da criação do parque, registramos a pior seca na região. Esta é a pior seca e maior tragédia dos últimos dez anos”.

Pessanha observou que não tem como evitar que os peixes continuem morrendo. “Estamos trabalhando para impedir que ovos, que podem colonizar a lagoa, continuem sendo destruídos. A partir deste final de semana contaremos com o reforço na fiscalização, que vai impedir motos e veículos de tração 4×4 de trafegarem pela praia”.

O chefe do parque explica que o tráfego de veículos impede que os ovos dos peixes eclodam. “Com o recuo da água, os ovos passam por um sistema de secagem e param no fundo da areia. Eles eclodem em seguida e nascem os peixinhos. Ao trafegar pela área os proprietários dos veículos estão prejudicando o ecossistema”.

Pessanha explicou ainda que vai solicitar apoio à prefeitura para remover os peixes mortos.

Fotos: Marcos Rodrigues/divulgação/Terceira via

x - 2014 © Todos os Direitos Reservados.