Sábado- Mais um detento morre dentro do Presídio

morte em presídio_1O detento cumpria pena em regime semiaberto morreu na madrugada deste sábado (28) dentro do presídio. De acordo com o laudo do Instituto Médico Legal (IML), a causa da morte foi intoxicação exógena.

Sebastião Lima de Miranda, de 42 anos, entrava no presídio às 22h e saia às 6h todos os dias. Segundo a esposa, Ranis Alexandre da Silva, de 45 anos, na sexta-feira (27) Sebastião estava muito resfriado e teria reclamado que estava se sentindo mal antes de ir para a cadeia.

Na manhã deste sábado, outro detento que também cumpria pena em regime semiaberto contou a Ranis que Sebastião havia morrido.  No IML, Ranis disse à equipe de reportagem do jornal Terceira Via que a administração do presídio deveria ter oferecido atendimento médico ao detento. “Eles sabiam que meu marido estava passando mal. Deveriam ter levado ele para o hospital para receber atendimento. Eu acredito que nem socorro eles prestaram”, afirmou.

O laudo médico apontou intoxicação exógena como a causa da morte. Esse tipo de intoxicação acontece quando a pessoa é exposta à substâncias químicas, como pesticidas e medicamentos.

O caso aconteceu no Presídio Carlos Tinoco da Fonseca e foi registrado em Campos, na delegacia de Guarus, onde será investigado.

Terceira via

Itaperuna – Quinta Feira – Faculdade Redentor lança linha de financiamento próprio para apoiar alunos

Instituição continuará com o FIES e terá outra novidade, o PRAVALER

A Faculdade Redentor apresentou hoje, no auditório da instituição, duas novas opções em
linhas de crédito educativo aos alunos da instituição – o “REEDUCA”, criado pela própria
instituição, e o “PRAVALER”, que é um financiamento privado. O FIES (Fundo de Financiamento
Estudantil), entretanto, continua sendo a principal linha de financiamento na instituição.
O Diretor de Graduação da Faculdade Redentor, André Raeli, e o Gerente Financeiro da
instituição, Leandro Muniz, explicaram os financiamentos para os alunos. André Raeli ressaltou
que a Redentor está lançando os créditos educativos em princípio para apoiar os alunos que
até agora não conseguiram realizar o fundo educativo do governo, após atender esta situação,
o REEDUCA E PRAVALER, também, atenderão aos alunos que não se enquadrarem às novas
regras do FIES 2015.
Outra informação importante enfatizada pelo diretor,  foi em relação à qualidade da Faculdade
Redentor, que é um diferencial e contará, definitivamente, para o novo FIES 2015. “O MEC
divulgou que os cursos e instituições que tiverem altos índices, como é o nosso caso, serão
beneficiados com maior quantidade de vagas para o FIES. Nós temos notas 4 e 5 no ENADE e
CPC (Conceito Preliminar de Curso) nos 16 cursos, portanto, a Redentor mais uma vez sai na
frente por estar entre as melhores IES (Instituições de Ensino Superior) do país”, ressaltou o

Diretor André Raeli.

A partir de agora, a Faculdade Redentor passa a contar com as três linhas de financiamento:

1 – FIES, que está com sistema em funcionamento até dia 30 de abril;
2- REEDUCA- financiamento próprio da Faculdade Redentor;
3- PRAVALER- financiamento estudantil privado.
O REEDUCA foi pensado pela instituição para levar solução aos alunos que não estão
conseguindo o FIES.  Estes, poderão tentar novamente no próximo semestre, mas já estarão
sujeitos às novas regras. A Faculdade Redentor se propõe a ajudá-los a realizar o sonho de
cursar o ensino superior caso não consigam o crédito do Governo Federal.
Outra opção oferecida é o PRAVALER, atualmente o maior programa de crédito estudantil
privado do país. Está presente em mais de 200 instituições de ensino parceiras em 23 estados
brasileiros, além do Distrito Federal e já ajudou mais de 40 mil alunos a realizar o sonho de
estudar. São mais de 13 anos de experiência no setor e mais de R$ 1,5 bilhão em valor de
cursos financiados desde 2006.
A Faculdade Redentor está, mais uma vez, preocupada em levar soluções que facilitem a
conquista do sonho de seus alunos.

IMG_4788_1_1 IMG_4794_1_1 logo_reeduca_v04_1_1

x - 2014 © Todos os Direitos Reservados.