Blog do Adilson Ribeiro

Vitória – ES – Domingo de Páscoa – 21:35 – Homem chama cunhado de corno e reunião de família acaba em tiroteio

Homem foi até a casa da sogra e atirou contra o cunhado que havia brigado, mas acabou acertando o outro irmão de sua esposa

Um almoço de família no bairro Vila Palestina, em Vitória, terminou na delegacia na noite de sexta-feira da paixão (14). Um dos familiares foi até a casa da sogra e tentou atirar contra o irmão de sua esposa. O crime teria acontecido após uma briga entre cunhados, depois que um deles chamou o outro de “corno” e caçoou da vítima por ela ter se divorciado há um mês.

Após o desentendimento, por volta das 17h, a irmã do divorciado foi atrás dele – o homem havia deixado a casa do pai ao se sentir ofendido. No entanto, no meio do caminho ela foi assaltada e teve o celular roubado. O esposo da mulher culpou o cunhado e resolveu ir até a casa dele para tirar satisfações, segundo o depoimento que prestou na Delegacia de Polícia Judiciária (DPJ) de Vitória.

Por volta das 20h, o esposo encontrou o cunhado na casa da sogra e começaram a discutir. Embriagados, ambos acabaram trocando socos e empurrões. O esposo tentou jogar um copo de vidro na vítima e deixou a casa fazendo ameaças de morte.

Minutos depois, ele voltou com uma arma calibre 38 em mãos e gritou para que o cunhado saísse de casa. A mãe da vítima trancou o portão e impediu que o genro entrasse no local. Ao ver o cunhado em uma das janelas, o acusado atirou contra ele e fugiu. Segundo o depoimento da vítima, foram cerca de oito disparos.

Após o atirador deixar o local, o homem chamou a polícia e foi esperar a viatura do lado de fora da casa. O cunhado, porém, voltou ao local, dirigindo um Astra de cor prata e atirou contra ele, acertando outro irmão de sua esposa, que estava ao lado da vítima.

Os policiais foram até a casa dos pais do atirador, onde ele e o veículo usado no crime estavam. O homem confirmou que se desentendeu com o cunhado, mas negou que tivesse atirado contra o familiar. A polícia acabou encontrando a arma utilizada no atentado dentro do quarto do homem, que confessou os tiros, mas disse que foram por legítima defesa.

Ele foi preso e encaminhado para o DPJ de Vitória. Na manhã deste sábado (15), ele passou por exame de corpo de delito e foi levado para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Viana.

..

 

Fonte: Gazeta Online / imagem ilustrativa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *