Blog do Adilson Ribeiro

VARGEM ALTA – TERÇA FEIRA – 22:40 – CASO THAMIRES LORENÇONI: POLÍCIA DIVULGA FOTO DO EXECUTOR E PEDE POPULAÇÃO QUE DENUNCIE. Veja abaixo:

Clique na imagem e inscreva-se no Vestibular UNIG

A Polícia Civil divulgou nesta terça-feira (17/12/2019) a foto do executor de Thamires Lorençoni Mendes, 26 anos, morta a tiros no dia 30 de novembro, em Vargem Alta.

O delegado responsável pelo caso, Rafael Amaral, pede a população que denuncie o paradeiro de Wilson Roberto Barcelos Gomes, vulgo Negão Chaquila, contratado por R$ 3 mil por Sulamita Almeida e sua filha, Flávia Almeida, para matar a agricultora.

Metade do valor foi pago antes do crime e a outra metade seria entregue após a morte da jovem.

Denúncias podem ser feitas por meio do 181 ou 190, não é preciso se identificar. Wilson é considerado foragido desde o dia do crime, após ter sido identificado pela polícia como principal suspeito.

O crime

Thamires voltava para casa após participar de uma feira em Mimoso do Sul junto com o marido, enteado de Sula, quando foram surpreendidos por um veículo, que fechou o caminhão em que eles estavam. Os criminosos roubaram uma quantia em dinheiro, e um deles, atirou três vezes contra Thamires, que morreu após ser socorrida para o Hospital Padre Olívio.

Os bandidos fizeram parecer um assalto, com intuito de confundir a polícia, mas após investigações, Writing Studio Lorençoni Mendes, 26 anos, morta a tiros no dia 30 de novembro, em Vargem Alta.

O delegado responsável pelo caso, Rafael Amaral, pede a população que denuncie o paradeiro de Wilson Roberto Barcelos Gomes, vulgo Negão Chaquila, contratado por R$ 3 mil por Sulamita Almeida e sua filha, Flávia Almeida, para matar a agricultora.

Metade do valor foi pago antes do crime e a outra metade seria entregue após a morte da jovem.

Denúncias podem ser feitas por meio do 181 ou 190, não é preciso se identificar. Wilson é considerado foragido desde o dia do crime, após ter sido identificado pela polícia como principal suspeito.

O crime

Thamires voltava para casa após participar de uma feira em Mimoso do Sul junto com o marido, enteado de Sula, quando foram surpreendidos por um veículo, que fechou o caminhão em que eles estavam. Os criminosos roubaram uma quantia em dinheiro, e um deles, atirou três vezes contra Thamires, que morreu após ser socorrida para o Hospital Padre Olívio.

Os bandidos fizeram parecer um assalto, com intuito de confundir a polícia, mas após investigações, ficou comprovada a participação da madrasta do marido da vítima e da filha dela. Thamires deixou três filhos, duas meninas de 6 e 7 anos e um menino, de 2.

 

Fonte: Aqui Notícias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *