Blog do Adilson Ribeiro

DENÚNCIA: POLICIAIS MILITARES FAZEM ABORDAGEM “ABUSIVA” NA MADRUGADA EM ITAPERUNA. Assista ao Vídeo abaixo:

 

33 comentários sobre “DENÚNCIA: POLICIAIS MILITARES FAZEM ABORDAGEM “ABUSIVA” NA MADRUGADA EM ITAPERUNA. Assista ao Vídeo abaixo:

  1. Marcos

    Adilson, isso têm sido recorrente, não sei o que está acontecendo.
    No bairro Aeroporto, próximo ao cemitério São José do Avaí, tinha um Bar que ligava son tão alto a partir de quinta-feira ninguém dormia mais, polícia NUNCA apareceu pra fazer nada,havia boatos de consumo de drogas,alguns moradores ligaram e foram informados que teriam que fazer B O delegacia!
    Depois de ter havido tentativa de homicídio ,uma sargenta vereadora esteve nas proximidades, dias depois uma guarnição começou a dar batidas no local nos cidadãos tendo este mesmo tipo de conduta!

    1. Juliana

      Falar é facil , quero ver se fosse um parentes de vocês na hora da abordagem da policia abusiva se a situação ia ser esse bla bla bla todo , policia Itaperuna nota 0.
      Cidadão de bem quer respeito
      Trabalhador quer respeiro
      Lugar de marginal é no morro na madrugada
      Nota 0 pra tanto abuso

      1. Rock

        Cala essa boca covarde! Procura uma trouxa de roupa pra lavar! Quem falou que no morro só tem bandido? Lula nunca morou no morro, Renan Calheiros idem, Dilma, Odebrecht, OAS… entre tantos outros! Se vc tivesse um serviço não estaria cagando pela boca!

  2. historiador

    Enquanto nesse País acharem que violência se combate com truculência contra os mais pobres, nunca conseguirão a paz social. A paz social advém de justiça social, melhor distribuição de riquezas e oportunidades. A função de um estado seja ele governado em qualquer modelo é produzir a paz social. Se entregamos ao Estado a nossa liberdade natural, devemos receber desse mesmo Estado a justiça e a igualdade. Quanto maior for a diferença entre os mais pobres e os mais ricos, maior será a desigualdade, e ocorrerão os problemas que há anos não tem solução. Alguns dizem que a violência decorre da falta de Deus no coração, isso seria uma maneira muito rasa de justificar uma inoperância do estado. Só para lembrar, em vários países que não tem o nosso Deus como Senhor, mas tem um Estado justo a violência existe em taxas mínimas, vide o Japão entre outros.

  3. sabedoria

    têm gue tírar estes polícías sem preparo da ruas porquê guém são bandídos eles respeíta ísso têm gueter um fím bandídos eles estão mandado na cídade toque de dormí

  4. Isaac Marins

    A revistada ficou nervosa pq se acha superior aos outros, se tivesse ficado calma, td se resolvia. E essa de reconhecer quem é cidadão do bem ou do mal, não tá na cara de ninguém, o sr blogueiro deve ouvir a versão da polícia, também!

    1. Anônimo

      Fala isso pro retardado do seu parceiro de farda q me agrediu durante a revista sem motivo e saiu rindo com a esposa no mesmo carro! A polícia so bate em trabalhador quando sabe q é bandido trata de sr e mal põe a mão! Sabe q se tratar mal o tráfico da um troco o trabalhador só fica com o ttuma e prejuízo q foi o meu caso! Ve se não foi sgt p Cesar e sgt valeria

    2. Sandro Marcos

      se ela não questiona tinha tonado tapa na cara pois é assim que alguns trabalhão , e na frente de bandido treme e ainda diz sim senhor e não senhor para os bandidos

  5. Sargento

    Policia de Itaperuna , só gosta de parar pessoas trabalhadora , pessoas inofensivas , agora me pergunto isso tudo que ta acontecendo em Itaperuna , fazer uma abordagem abusiva , da aqui a pouco vamos da preferência aos bandidos porque policia tão pior que eles , são agressores se acham o dono da razão enquanto muitos bandidos estão solto por ai , lugar de procurar bandido de madrugada é no morro , naum parar uma mulher pra cometer abuso isso foi demais.

  6. Yasmin

    A verdade mesmo em Itaperuna RJ só faz alguma coisa quando eles quer , ou quando uma vítima morre , isso é a verdade policias são agresivos , abusivos , gostam de tirar onda nas viatura , mas uma vida de uma família tbm podiam da mais valor porque policia é pago pra proteger naum cometer abusos da aqui a pouco vamos ter medo sair de casa por causa de policia nervoso.

  7. Absurdo

    Maioria sao assim!!! Tem algumas FEM parece que querem demonstrar que e a tal e age as vezes com mais falta de educação que os homens policiais. Tem policial que trata pessoa de bem como bandido, mas prender quem realmente é bandido não prendem.

  8. Diagnóstico espiritual

    Isso acontece porque eles tem certeza da impunidade, tão quanto bandido quanto ao militar. A vida perdeu seu valor e respeito.

  9. Vanessa

    Estamos com pavor de policia na rua , fazendo abordagem abusiva não sabemos mais o que fazer quando não é bandido é policial.

  10. Anarquista

    Servir e proteger so o nome me sentiria mas seguro numa jaula com leões com fome, agente só e cidadão só na hora de exercer o voto. O resto agente e elemento ou que dizer mal elemento, ranço de gnt que trabalha assim, se w pra trabalhar trabalhe direito!

  11. Humilde

    A POLÍCIA TRABALHA MAL, O JUDICIÁRIO É INEFICIENTE, A IMPRENSA É PARCIAL E MAL FORMADA, A MÍDIA É IDEOLÓGICA, A POLÍTICA É SOBERBA, O LEGISLATIVO É INCOMPETENTE MAS O LADRÃO DE 9 DEDOS É INOCENTE!

  12. Sandro Marcos

    se ela não questiona tinha tonado tapa na cara pois é assim que alguns trabalhão , e na frente de bandido treme e ainda diz sim senhor e não senhor para os bandidos , pois tá dificil saber quem é policia e quem é bandido

  13. Vig

    Eles agem desta forma porque querem, ontem a tarde estava trabalhando em uma festa no bairro vinhosa daí o organizador me pediu para buscar umas cervejas eu parei em frente um depósito conhecido no mesmo bairro, porém tinha como outro carro passar tranquilo eu sim fui desacatado por eles pela forma que se dirigiram mim com palavras agressivas….fica aqui minha indignação.

  14. Rômulo

    ” Quem decide um caso sem ouvir a outra parte não pode ser considerado justo, ainda que decida com justiça.”

    Sêneca

    É preciso analisarmos com reserva um fato social para não corrermos o risco de cairmos na armadilha de uma falsa afirmação. Se pensarmos que a verdade esteja apenas de um lado e a mentira do outro, é de suma importância ouvirmos as duas partes para só então formarmos o nosso juízo.
    É importante analisarmos as circunstâncias narradas por esse senhor: madrugada. A polícia pisca o farol. A motorista não para. Não cabe uma síntese em um caso come esse. Não podemos afirmar que os policiais dessa abordagem foram desonestos com o dever que o cargo lhes impõe, como também não podemos dizer que a motorista agiu de má-fé em não parar o carro imediatamente ao piscar do farol da viatura da polícia. Itaperuna se tornou uma cidade violenta por excelência. Na madrugada o policial deve redobrar sua atenção. O motorista também deve agir assim. O policial não pode descer da viatura sem a arma em punho. O risco para ele seria iminente. Por outro lado, essa senhora foi vítima de uma cidade cada vez mais violenta. Não por parte da corporação policial, mas sim pelo desajuste próprio do crime que assola o nosso município. Ao não perceber o sinal da polícia para parar o veículo, surgiu a dúvida para os policiais. O diálogo a partir de então ninguém sabe ao certo. Tensão dos dois lados, imagino.
    É comum um agente público ouvir o jargão: “você sabe com quem está falando?” ou “você sabe de quem eu sou parente?” A recíproca também é verdadeira. Isso ao longo do tempo de trabalho desgasta o agente público, assim como o trabalhador do setor privado. Melhor não tentar remediar os fatos dando como referência o pai, mãe, irmão ou cônjuge. Isso serve para os dois lados. Um bom agente público não vai melindrar-se com informação igual a essa, nem deixar de cumprir o seu dever.
    Fica aqui minha solidariedade a essa família que se sentiu constrangida com essa abordagem policial na madrugada. Minha solidariedade também aos policiais pelas circunstâncias dessa abordagem na madrugada do dia 10/10/2021.
    As madrugadas em Itaperuna têm sido tensas para trabalhadores como demonstra muito bem essa narrativa feita por esse senhor.
    A “guerra” não se deve travar entre trabalhadores (policiais e setor privado), mas tão somente entre o Estado na figura do policial e os marginais. Talvez tenhamos nesse episódio apenas um incidente entre trabalhadores por conta daquilo que é o principal – a marginalidade e a criminalidade em nosso município.

    – Um trabalhador não para o carro em uma madrugada ao sinal de um farol por desconfiar de marginais.
    – Os policiais entendem que pode ser um marginal ao não atender o comando de parar o carro ao piscar o
    farol da viatura.

    Vocês entendem como não é tão simples assim emitir juízo de valor aos trabalhadores em questão?

    Nota: Eu não trabalho no ramo de segurança. Nem pública, nem do setor privado.

    1. JOAQUIM

      ATÉ QUE ENFIM, UMA PESSOA COM OPINIÃO COERENTE. O RESTO, RESTO MESMO, É A ESCÓRIA DA SOCIEDADE HIPÓCRITA. INCLUSIVE O BLOG FAZENDO O PAPEL DE SENSACIONALISTA, POIS É MAIS IMPACTANTE CRITICAR O ESTADO, DO QUE CRITICAR O ERRADO. PORQUE ESSE ADILSON NÃO COMEÇA AQUI A BRIGAR CONTRA OS MARGINAIS, CONTRA O TRAFICANTE E ETC? PORQUÊ? NÃO ESTOU AFIRMANDO, SÓ PERGUNTANDO. SERÁ QUE VOCÊ TAMBÉM NÃO FINANCIA ESSA VIOLÊNCIA?

      1. Respeito

        Estamos em mal lenços com esses policiais em itaperuna , estão fazendo abordagem abusiva , ficam fazendo coisas sem sentido pra se acharem o tal só porque usam uma farda , vamos fazer um relatório quem se sentir ofendido através de uma abordagem vamos abrir um inquérito contra esses policias de itaperuna , esperamos que eles afastem dos cidadão de bem.

  15. Carlos

    Bom dia a todos. Trabalho nas madrugadas de Itaperuna como taxista e realmente a abordagem da polícia é abusiva, sempre que me mandam parar chegam de forma abusiva e já tratando quem está a bordo como marginal. Não sou contra as abordagens, n sou contra o polícia descer da viatura com arma em punho. Mas descer da viatura gritando ” Desce do carro pô***, e já ir apontando a arma para o rosto das pessoas não concordo. N sou vagabundo, não carrego vagabundo, trabalho desde meus 14 anos e exigo respeito. Sabe pq eles agem assim?? Se sentem super heróis dentro daquela farda. Se sentem como se fossem do FBI. Se acham

  16. Cesar Malta

    O ideal é procurar o MP instituição democrática e competente que defende a CIDADANIA. Houve um desrespeito e arbitrariedade.

  17. Diego Bobs

    Até que em fim esses policia de abordagem abusiva sumiram um pouco das ruas , nossa quanta covardia da parte deles , prefiro andar sozinho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *