Blog do Adilson Ribeiro

Sexta-Feira – 17:25 – Ex-marido fez armadilha para matar mulher no RJ, diz família. Veja Abaixo:

A orientadora de trânsito Bruna Araújo de Souza, de 31 anos, foi morta pelo ex-marido Haroldo da Silva Amorim na frente da filha do casal, uma menina de 12 anos. A mulher foi assassinada a tiros e marretadas na última quinta-feira na casa onde viveu com o ex no bairro Rio do Ouro, em São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio. Uma das hipóteses investigadas pela polícia é de que o crime tenha sido cometido porque Haroldo não aceitava o fim do relacionamento com Bruna. Parentes contam que ele a atraiu para a casa em que moravam para matá-la:

— Era linda, só viva sorrindo. Por quatro meses, viveu os dias mais felizes da vida dela. Hoje (nesta quinta-feira), ele mandou uma mensagem para ela ir na casa deles pegar as coisas dela. Disse que iria trabalhar e não estaria em casa. Foi uma armadilha. Ele estava com duas arma que ele vendeu o carro para comprar e matá-la. Fez tudo pensado — revelou uma parente.

Além da menina de 12 anos, Bruna tinha uma filha de 17, fruto de outro relacionamento. Na última sexta-feira, Haroldo atraiu a ex para a casa onde eles moravam com a justificativa de que ela deveria tirar coisas suas do local. Ele disse a Bruna que não estaria em casa, mas se escondeu no porão da residência para esperá-la. Ela foi até a casa com a filha e um tio, que também foi ameaçado por Haroldo. Após ter matado a ex, Haroldo fugiu e se jogou da ponte Rio-Niterói. Ele também não resistiu e morreu. O corpo da mulher será enterrado nesta sexta-feira no cemitério de Maricá.

Segundo os relatos de parentes de Bruna, ela vinha sendo ameaçada pelo ex-marido desde que o relacionamento entre eles chegou ao fim, há cerca de quatro meses. Apesar do que vinha ocorrendo, ela tinha medo de denunciar o ex:

— Ela (Bruna) tinha muito medo. Ele era muito agressivo com ela — afirma uma parente.

Bruna e Haroldo ficaram juntos por 14 anos e tiveram uma filha, hoje com 12. Bruna não tinha rede social por imposição do ex-marido e após separar-se de Haroldo, foi morar com familiares em Inoã, em Maricá. Há seis meses, trabalhava como orientadora de trânsito na Secretaria de Trânsito de Maricá (Sectran). Mesmo distante, vivia com medo.

De acordo com policiais militares do 7ºBPM (São Gonçalo), uma equipe foi acionada por populares e isolou a área. Bombeiros de Itaipu também foram ao local, por volta de 10h15 da última quinta-feira, mas Bruna já estava morta. A Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí investiga o caso.

 

Fonte: Extra

Um comentário sobre “Sexta-Feira – 17:25 – Ex-marido fez armadilha para matar mulher no RJ, diz família. Veja Abaixo:

  1. sabedoria

    nunca deixa um casamento com pobremas para poder arumas outro com más pobremas e até morte tudo com DEUS pode ser resolvido más níngém quer JESUS CRISTO como seu alíado como nosso refujo e fortaleza bém presente na lutas destas vida hoje ele poderia estar viva com seus pobremas hoje o atual estar vivo ela morta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *