Blog do Adilson Ribeiro

Quinta-feira – 19:47 – Servidores do Detran-RJ entram em greve por melhores condições de trabalho. Veja Abaixo:

RMS INTERNET INFORMA: Ligue 3823-7503 – 9-9988-8332

 

Servidores do Detran-RJ entram em greve por melhores condições de trabalho.

 

Sindicato dos funcionários diz que novo projeto do plano de carreira está parado há duas semanas na Casa Civil.

 

 

Servidores do Detran-RJ iniciaram uma greve, na manhã desta quinta-feira (23), por melhores condições de trabalho, criação de um plano de carreira e o retorno da progressão funcional.

Apesar da paralisação, o Detran-RJ informa que os serviços à população não foram afetados. Além dos funcionários terceirizados, cerca de 30% dos servidores, em estado de greve, seguem trabalhando.

Com faixas e cartazes, os funcionários em greve fizeram uma manifestação na porta do departamento, no Centro do Rio. Eles pediam a valorização do trabalho deles.

Funcionários reclamam de mofo, ratos e baratas

Entre as reivindicações da categoria, segundo o presidente do Sindicato dos Servidores do Detran-RJ, Pablo Guimarães, está a melhoria das condições dos postos de trabalho.

Ele disse que em algumas unidades, os funcionários são obrigados a conviver com ratos, baratas, mofo nas paredes e queda de reboco, entre outros problemas.

As estruturas dos postos de trabalho estão precárias, caindo aos pedaços. O servidor não tem cadeira para sentar e a população não tem como ser atendida dignamente”, disse Guimarães.

Os servidores também reivindicam um novo plano de cargos, carreiras e salários. Segundo Guimarães, o plano em vigência é de 2006 e apresenta inúmeras distorções. Uma comissão de servidores do órgão elaborou um novo projeto, que se encontra parado na Casa Civil.

É preciso que o governador envie uma mensagem para a Alerj, para que a Casa do povo delibere. Outro ponto é a nossa progressão funcional, que é estabelecida no início de cada concurso. Mas os servidores do Detran-RJ se encontram sem progressão desde 2019. Todas as categorias do estado já tiveram sua progressão restabelecida, mas nós estamos com esse problema desde 2019”, contou o presidente do sindicato.

A condição principal para que a paralisação seja encerrada, como afirmou Guimarães, é o envio à Alerj do processo do plano de cargos e salários, que está parado na Casa Civil há duas semanas.

“A condição preponderante para o término da greve é o governador enviar uma mensagem para a Alerj para que ela faça as devidas deliberações”, frisou Guimarães.

O presidente do Detran-RJ, Adolfo Konder, disse que a greve é ilegal, que já existe uma decisão judicial contrária, que impõe uma multa de R$ 500 mil ao sindicato. E que mantém as negociações com o sindicato.

Fonte: G1

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *