Blog do Adilson Ribeiro

Quarta feira 22:50 – Quatro suspeitos são presos por envolvimento em assassinato de PM em Cariacica. Clique na imagem abaixo e saiba mais informações…

Soldado Lucas Sabino

Segundo a polícia, todos eles confessaram a participação na morte do soldado Lucas Sabino, foram autuados em flagrante e levados para o presídio

Quatro suspeitos foram presos nesta quarta-feira (25) por envolvimento no assassinato do policial militar Lucas Sabino, de 26 anos, morto com um tiro no peito, nesta madrugada, em Itacibá, Cariacica. Segundo a polícia, todos eles confessaram a participação no homicídio e foram autuados em flagrante.

De acordo com as investigações da Delegacia de Crimes Contra a Vida (DCCV) de Cariacica, o principal suspeito de ter efetuado o disparo que matou o policial é Ananias da Silva Barreto, de 19 anos. Ele foi autuado pelos crimes de homicídio consumado e tentado, já que um amigo do policial, que estava ao lado dele, também foi baleado na ação.

O suspeito foi atingido com um tiro na perna, ficou sob escolta da Polícia Militar no Hospital São Lucas, em Vitória, e depois foi levado para a delegacia. De acordo com o comandante do 7º Batalhão da PM, tenente-coronel Jair Gomes de Freitas, o policial assassinado reagiu à ação dos criminosos.
Ananias foi baleado e levado para o hospital antes de ser encaminhado para a delegacia

“[O Ananias] Possivelmente foi baleado pela reação do policial. Esse Ananias, que realmente é o que foi o responsável por efetuar o disparo contra o policial, foi preso e autuado e nós demos uma resposta satisfatória a essa ocorrência”, ressaltou o comandante.

Outro preso durante a ação conjunta das polícias Civil e Militar foi Lucas Leivas Cruz, de 23 anos, que foi autuado pelos mesmos crimes que Ananias. Segundo a polícia, Lucas estava com a arma utilizada no crime e a repassou para Ananias, que efetuou os disparos.

Os demais detidos foram George Michael de Angelo, de 22 anos, autuado por esconder a arma utilizada no crime e por porte ilegal de arma de uso restrito, e Max Juliano Nascimento, de 30, suspeito de emprestar a moto para os autores cometerem o crime. Os quatro presos foram encaminhados, na noite desta quarta, para o Centro de Triagem de Viana.

“Todos confessaram o crime e entregaram, inclusive, a arma usada no crime. Eles estão sendo autuados por homicídio consumado, por homicídio tentado e por associação criminosa”, ressaltou o titular da DCCV de Cariacica, delegado Marcelo Cavalcanti.

Ainda segundo o delegado, Lucas Sabino foi morto por ter sido confundido por Ananias com um traficante rival, da região de Itacibá. “A motivação do crime foi fútil, banal. Infelizmente a sociedade hoje vive um caos e o policial vinha simplesmente passando no local, quando foi confundido com supostos inimigos de pessoas que se intitulam como traficantes de drogas, como donos de bairros e impõem a violência. Infelizmente o policial ainda tentou se identificar, mas foi covardemente agredido por esses delinquentes”, afirmou Cavalcanti.

Tiros

Logo depois do assassinato do policial militar, cerca de dez pessoas foram encaminhadas para a DCCV de Cariacica, na condição de suspeitas e testemunhas do crime. Segundo o advogado de seis deles, Marcelo Nogueira, todos estavam em um bar.
Policial militar foi morto na madrugada desta quarta-feira em Itacibá

“O policial chegou atirando em direção a pessoas que estavam na rua e até agora a gente não sabe o que é. Era um bar que estava aberto, a polícia passou, recolheu todo mundo e trouxe para cá”, afirmou o advogado.

Sobre essa alegação de que Lucas Sabino teria efetuado disparos antes de ser baleado, o comandante do 7º BPM afirmou que ainda não é possível fazer tal afirmação.

“Algumas pessoas disseram [que o policial havia efetuado disparos], outras não disseram. Na verdade o que ocorreu foi um atentado contra a vida do soldado Sabino. Ele passou e esses indivíduos criminosos atentaram contra a sua vida”, ressaltou o tenente-coronel, que frisou ainda que é possível que mais pessoas sejam detidas, nos próximos dias, por envolvimento no homicídio.

“Podem haver outros suspeitos. Esses quatro já foram autuados e identificados, mas possivelmente há outras pessoas envolvidas e nós vamos continuar a busca, a identificação e a prisão das pessoas que estejam envolvidas nesse crime. Nós contamos com a população, tanto para denunciar essas pessoas, ajudar a identificar quem estava também envolvido nessa ocorrência, para que nós possamos, junto com a Polícia Civil, fazer a detenção dessas pessoas”, destacou Jair Gomes de Freitas.

Liberação do corpo

O pai do policial esteve no Departamento Médico Legal (DML) de Vitória para liberar o corpo do filho. O soldado era carioca e seu corpo foi encaminhado para o Rio de Janeiro, onde vai ser velado e enterrado na cidade de Nova Iguaçu.

Ele contou que o filho sempre quis ser policial militar e fez provas para diversos estados. Sabino começou a carreira na Marinha e depois foi selecionado para a PM capixaba

Acompanhe:

07:26
Policial militar é assassinado em Cariacica

O crime aconteceu na madrugada desta quarta-feira (25), no bairro Itacibá.
Um policial militar foi assassinado na madrugada desta quarta-feira (25), no bairro Itacibá, no município de Cariacica. O soldado, identificado como Lucas Sabino dos Santos, foi baleado no peito e acabou morrendo. De acordo com as primeiras informações, Lucas não estava de serviço quando o crime aconteceu. Ainda não se sabe se o militar era o alvo ou se foi confundido com outra pessoa.

A vítima estava acompanhada de um amigo e, quando passavam de carro em frente a um bar, criminosos começaram a efetuar os disparos. Segundo informações passadas por um oficial, Lucas estaria levando o amigo em casa quando o veículo foi atacado.

O amigo de Lucas, que não teve o nome divulgado, também foi baleado, além de um comerciante da região, atingido de raspão na cabeça. As vítimas foram encaminhadas para um hospital particular de Cariacica, mas o soldado da PM não resistiu e morreu. O principal suspeito de atirar contra o veículo foi atingido na perna e levado para o Hospital São Lucas, em Vitória.
Oito pessoas foram detidas suspeitas de participarem do crime. Todos foram levados para o Departamento de Polícia Judiciária (DPJ) de Cariacica.

14:07
Principal suspeito de atirar e matar soldado da PM é levado para depor em Cariacica

Cerca de 10 pessoas estão desde a madrugada desta quarta-feira (25) na Delegacia de Crimes Contra a Vida (DCCV) de Cariacica. Elas foram conduzidas na condição de suspeitas e testemunhas do crime que vitimou o policial militar Lucas Sabino, de 26 anos, em Itacibá.

Segundo o advogado de seis deles, todos estavam em um bar. “O policial chegou atirando em direção a pessoas que estavam na rua e até agora a gente não sabe o que é. Era um bar que estava aberto, a polícia passou, recolheu todo mundo e trouxe para cá”, afirmou Marcelo Nogueira, que é advogado de seis dos conduzidos.

O principal suspeito de atirar no soldado, Ananias da Silva Barreto, de 29 anos, chegou no fim da manhã à delegacia. Também ferido, o homem foi escoltado por policiais do Hospital São Lucas até Cariacica.
O crime

O soldado foi baleado no peito e acabou morrendo. Lucas não estava de serviço quando o crime aconteceu. Ainda não se sabe se o militar era o alvo ou se foi confundido com outra pessoa.

A vítima estava acompanhada de um amigo e, quando passavam de carro em frente a um bar, criminosos começaram a efetuar os disparos. Segundo informações passadas por um oficial, Lucas estaria levando o amigo em casa quando o veículo foi atacado.

O amigo de Lucas, que não teve o nome divulgado, também foi baleado, além de um comerciante da região, atingido de raspão na cabeça. As vítimas foram encaminhadas para um hospital particular de Cariacica, mas o soldado da PM não resistiu e morreu.

Liberação do corpo

O pai do policial esteve no Departamento Médico Legal (DML) de Vitória para liberar o corpo do filho. O soldado era carioca e vai ser encaminhado, por volta das 16 horas, para o Rio de Janeiro, onde vai ser velado e enterrado na cidade de Nova Iguaçu. Ele contou que o filho sempre quis ser policial militar e fez provas para diversos estados. Ele começou a carreira na Marinha e depois foi selecionado para a PM capixaba.

Fonte: Folha Vitória

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *