Blog do Adilson Ribeiro

Quinta feira 19:20 – Blogueiro acusa Cazalito e Rogerinho de dar um rombo de mais de 100 mil reais na Prefeitura de Itaperuna. Assista ao vídeo abaixo:

9 comentários sobre “Quinta feira 19:20 – Blogueiro acusa Cazalito e Rogerinho de dar um rombo de mais de 100 mil reais na Prefeitura de Itaperuna. Assista ao vídeo abaixo:

  1. Rogério

    Horrível!!! Nunca vi um jornalista se expressar de forma tão desconexa.
    Se eu fosse um policial o processaria pela declaração acerca da “carteirada”.
    Esculhambou o vereador e o vice-prefeito (eles até merecem) e no final disse que os admira e respeita. Que piada!!
    Esse rapaz é produto da decisão judicial que definiu que para ser jornalista não é necessário um curso superior na área.
    Já vi algumas das reportagens dele aqui no blog e achei de péssima qualidade, pois ele não se mantém isento. Deixa-se influenciar pelos depoimentos e assume a defesa de alguma tese, sem uma análise crítica, não se limitando à narrativa dos fatos, como se espera de um bom jornalista.
    O discurso dele tá mais para a tribuna da câmara do que para um fato jornalístico.

  2. antomio

    nao acredito que este rapaz esta dizendo este rapaz e um doido ou esta ganhando alguma coisa para inventar tudo isto rogerinho foi um vereador atuante rogerinho provou que e um grande vice prefeito um fiscalizador como vereador e como vice rogerinho pode contar comigo falo porque acompanho a politica da nossa cidade quem e voce rapaz para ficar inventado mentira deve fazer parte desta politica suja da nossa cidade

  3. Mouraci Stephen Carecho

    RECURSO PARCIALMENTE PROVIDO.

    A decisão judicial que reconheceu o exercício da profissão de jornalista mesmo para aqueles sem formação acadêmica em nada pode ser responsabilizada pelos casos fortuitos do cotidiano.
    Deve ser ressaltado que, na grande mídia, boa parte daqueles que atuam nessa área não possuem graduação específica, principalmente os da velha guarda. Ícones como, Datena, Milton Neves, Jorge Curi e centenas de outros mal concluíram o segundo grau. A formação acadêmica não é prova de conhecimento. Muitos passam pela escola, mas a escola passa por poucos.Essa regra se aplica em todas as áreas das atividades humanas. Somente a prática contínua da leitura é que sedimenta a habilidade de exposição.
    A exposição do rapaz está sim, recheada de tropeços e incongruências. Mas isso se deve ao fato de que falar ou escrever de improviso, sem uma severa revisão, incorre-se nesses dissabores. É bom saber, por exemplo, que o Bonner chega às 7 da manhã na redação da Globo e decora, e treina sobre o mesmo texto até segundos antes do JN. E assim ocorre com todos da TV. Esse é o dever de todo profissional em qualquer área, ou seja, tornar-se escravo do livro e da disciplina técnica.O que poucos fazem.
    Entretanto, deve ser lembrado que por anos e anos, Romário e Edmundo foram patrocinados como ícones da rebeldia e do desleixo, o que incutiu no subconsciente das massas a ilusão de que o correto é ser bad boy e treinar pra que? Nessa mesma sequência vieram muitos outros como Mcs, Anitas, Rappers, Tiriricas, Lulas e tranqueiras de toda ordem. É assim que os globalistas destroem uma nação, patrocinando idiotas para formar idiotas. Raríssimos são os profissionais que se dedicam a uma reciclagem e aos ovos conhecimentos. A cultura no Brasil é a do dinheirismo, ou seja, cobrar caro é a prova de que o produto é bom. Se praticar o preço justo, a mercadoria tem cheiro de ranço.
    O blogueiro é apenas mais um perdido no espaço. Apesar de tudo, o importante mesmo foi que trouxe ao público verdades ocultas. E assim deve continuar. Já estamos enojados de crápulas se passando por homens honrados. Evidente que tal postura em nada vai fazer mudar no cenário político, que é constituído essencialmente de canalhas. Ninguém ali presta. Eis que o canalha precisa ouvir verdades, cara a cara, para que sem que perceba, se auto inflame na consciência e assim de seu próprio espírito brotem caroços e tumores de todo o tipo. O destino de político está nos CTIs da vida.
    Diante do exposto, recurso conhecido e parcialmente provido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *