Blog do Adilson Ribeiro

Rio – Terça-Feira – 23:43 – Cabo da PM é preso em flagrante pela morte de criança em comunidade de Niterói. Veja Abaixo:

Policial vai responder pelo crime de homicídio doloso. As armas dos demais PMs também foram apreendidas

Rio – Um cabo da Polícia Militar, lotado no 12º BPM (Niterói), foi preso em flagrante por agentes da Delegacia de Homicídios de Niterói, Itaboraí e São Gonçalo (DHNISG), suspeito de ter efetuado o disparo que causou a morte da pequena Ana Clara, de 5 anos. A criança foi baleada durante uma operação de militares do Patrulhamento Tático Móvel (Patamo) Largo da Batalha, na manhã desta terça-feira, no Monan Pequeno, em Niterói, Região Metropolitana do Rio.

“Ele não confessou o disparo, mas a declaração dele é contraditória. O relato das demais testemunhas e a perícia técnica mostram isso”, declarou o delegado Bruno Cleuder, titular da especializada e responsável pelo caso.

O militar foi preso em flagrante por homicídio doloso, com dolo eventual.

O comando do 12º BPM também instaurou um procedimento apuratório interno para apurar a conduta dos PMs durante a operação. As armas dos policiais já haviam sido recolhidas pela unidade militar e entregues à DH para realização de perícia.

Quatro crianças baleadas em 2021 na Região Metropolitana
Ana Clara, de apenas 5 anos, também entrou para as estatísticas de violência do estado do Rio de Janeiro. A criança foi baleada com um tiro no ombro esquerdo, chegou a ser socorrida, mas não resistiu e faleceu minutos depois. A mãe da menina, Cristiane Gomes, também esteve presente durante a perícia. Bastante abalada e em choque, a mãe da pequena Ana Clara ainda não conseguiu processar a perda da filha.
De acordo com a plataforma Fogo Cruzado, somente neste ano quatro crianças foram vítimas de bala perdida na Região Metropolitana do Rio. A primeira vítima foi Alice, de 6 anos, morta por uma bala perdida enquanto via a queima de fogos na varanda de casa, no Morro do Turano, no Rio Comprido.
A segunda vítima foi Rafael Capela da Silva, de 7 anos, baleado durante ação policial no Morro do Juramento, em Vicente de Carvalho. Andryw Morelli, de 9 anos, foi a terceira vítima. Ele foi atingido durante uma tentativa de assalto em Realengo, Zona Oeste do Rio.
Porta-voz da PM diz que policiais foram atacados gratuitamente
De acordo com a equipe do 12º BPM (Niterói), eles estavam fazendo um patrulhamento de rotina quando foram atacados por criminosos armados. O porta-voz da PM, Major Ivan Blaz, afirmou que a ação foi “um ataque gratuito sofrido em plena via pública”. Ainda de acordo com Blaz, após o confronto, policiais foram surpreendidos quando viram a menina no chão.

A ocorrência está em andamento na Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo. Na tarde desta terça, o delegado titular da DHNISG, Bruno Cleuder, também disse que equipes de plantão do Grupo Especializado em Local em Crime (GELC) estiveram no local.

Através da assessoria de imprensa, a Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, por meio da Subsecretaria de Vitimados, informa que ofereceu atendimento social e psicológico para a família de Ana Clara Machado, de 5 anos, que morreu nessa terça-feira, em Niterói, durante um confronto.

“A equipe psicossocial conversou com a família da vítima essa tarde e vai acompanhar o caso”, informou através de nota.

Fonte: O Dia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *