Blog do Adilson Ribeiro

Sexta-Feira – 23:11 – Rio tem chuva após chegada de frente fria com raios e trovoadas; Prefeitura decreta estágio de atenção. Veja Abaixo:

Choveu forte a partir das 15h em São Cristóvão, Irajá, Saúde, Ilha do Governador, Copacabana, Guaratiba e Sepetiba. A temperatura caiu mais de 10°C na tarde de hoje em comparação com a tarde de quinta (4). Alagamentos na Zona Oeste interromperam a circulação do BRT. SuperVia suspendeu circulação de trens. Previsão é de ressaca até domingo com ondas de até 3 metros.

A frente fria chegou ao Rio de Janeiro e trouxe chuva na tarde desta sexta-feira (5), acompanhada de raios e trovoadas. O temporal afetou os transportes como BRT e os trens, e sirenes foram acionadas em comunidades até o início da noite.

A Prefeitura decretou estágio de atenção às 17h. No mesmo horário, chovia forte nas zonas Sul e Oeste da cidade.

Em algumas regiões da cidade, foram registrados pontos de alagamentos. A temperatura teve queda de 10°C em relação à tarde de quinta-feira (4). Veja informações mais abaixo.

O estágio de atenção é o terceiro nível em uma escala de cinco e significa que uma ou mais ocorrências já causam impacto no município, afetando a rotina de parte da população.

Principais transtornos da chuva:

  • O corredor Transoeste do BRT foi interrompido até 20h30 entre as estações de Santa Cruz e Pingo d’Água;
  • Avenida Niemeyer foi fechada nos dois sentidos por causa da chuva;
  • Chuva e alta incidência de raios afetaram a operação dos trens da SuperVia;
  • Estrada da Grota Funda, na Zona Oeste, também foi fechada por causa do volume de água;
  • Temperatura registrou queda de 10°C no meio da tarde em relação ao mesmo horário da quinta;
  • 15 sirenes foram acionadas em nove comunidades, segundo a Defesa Civil;
  • Homens da Prefeitura trabalham no escoamento de água de bolsões que se formaram na Avenida Brasil ( Benfica e Irajá); Catete; Jardim Botânico; Centro; Vila Isabel e Maracanã;
  • Copacabana foi um dos bairros que registraram grande volume de chuva;
  • Ressaca na orla está prevista até a manhã de domingo, segundo a Marinha.

 

Sirenes acionadas em comunidades

O Centro de Operações da Prefeitura informou que a Defesa Civil acionou 15 sirenes em nove comunidades da cidade após o Protocolo do Sistema de Alarme Sonoro ter sido atingido.

São elas: Engenho da Rainha (2); Macacos (3); Parque Vila Isabel (2); Relicário (1) e São João (3) e mais Vila Matinha, Andaraí, Arrelia e Jamelão.

O acionamento aconteceu por volta das 18h, e a Defesa Civil entrou em contato com as áreas de risco para acompanhamento junto às comunidades.

No total, 103 comunidades de alto risco geológico são monitoradas e as sirenes são acionadas quando os índices pluviométricos são altos.

Transportes: trens e BRT

Em função das fortes chuvas que atingiram a Região Metropolitana e com a incidência de raios, a operação dos trens foi afetada em vários pontos, segundo a SuperVia. Veja os principais problemas até 19h30:

  • trens paradores sentido Central do Brasil não realizavam parada entre as estações Méier e Riachuelo
  • nas imediações da estação Bangu, os trens operavam com aguardo de sinalização
  • partidas dos trens foram temporariamente suspensas da Central do Brasil para Belford Roxo
  • os trens do ramal Saracuruna operaram com aguardo de sinalização.

Os alagamentos também afetaram o corredor Transoeste do BRT e o sistema foi temporariamente interrompido entre as estações de Santa Cruz e Pingo d’Água. A concessionária informou que o sistema voltou a operar normalmente por volta das 20h30.

Transtornos em vários bairros

  • De acordo com o Centro de Operações da Prefeitura, começou a chover forte a partir das 15h em São Cristóvão, Irajá, Saúde e na Ilha do Governador.
  • Também houve registro de chuva em Anchieta, Penha, Laranjeiras e na Urca. No fim da tarde, um temporal atingiu os bairros da Zona Oeste. Em alguns trechos da Avenida Brasil foram registrados alagamentos.
  • Na Zona Oeste, choveu forte em Guaratiba, Sepetiba e Santa Cruz. Segundo o Centro de Operações, estas regiões ainda poderão ter chuva forte nesta sexta.
  • A Estrada da Grota Funda foi fechada às 17h30. O acumulado de chuva na região foi de 62mm em um hora. O protocolo da via é de fechamento com chuva de até 55mm. A recomendação é que a população fique em um local seguro.
  • No Alto da Boa Vista, uma árvore caiu na faixa da Avenida Edison Passos, no sentido Itanhangá, na altura da Estrada Velha da Tijuca.
  • No Catete, Zona Sul, um bolsão d’água se formou na altura da Rua Silveira Martins. O trânsito foi desviado a partir da Rua Ferreira Viana. Equipes da prefeitura trabalharam para fazer o escoamento da água.
  • Na Glória, um bolsão d’água se formou na Rua Teixeira de Freitas entre o Passeio Público e a Avenida Beira-Mar. Equipes da prefeitura também atuaram no local.
  • No Centro, um trecho entre a Rua do Líbano com a Rua da Constituição alagado foi liberado às 18h30.
  • No Jardim Botânico, também na Zona Sul, a chuva formou um bolsão d’água na esquina com a Rua Pacheco Leão. Homens da Prefeitura foram para o local onde o trânsito ficou lento.
  • No Maracanã, um trecho da Rua Radialista Waldir Amaral, altura da UERJ, ficou alagado. Equipes trabalharam na região.
  • Em Irajá, na Zona Norte, um bolsão d’água se formou no Trevo das Margaridas. O local foi liberado por volta das 19h, mas o trânsito seguia com retenções.
  • Na região da Barra da Tijuca, Riocentro, Rocinha e Vidigal, a chuva foi moderada no início da noite.
  • Também na noite desta sexta, os agentes da Prefeitura trabalhavam em São Cristóvão, Zona Norte, para liberar um trecho alagado na Rua General Bruce.

Niemeyer fechada

A Prefeitura do Rio fechou a Avenida Niemeyer nos dois sentidos seguindo o protocolo de interdição do trecho por causa do volume de água.

O acesso a partir da Avenida Prefeito Mendes de Morais, em São Conrado, foi liberado para os moradores e turistas que estejam hospedados na região, até a altura do Sheraton.

Equipes da Guarda Municipal foram para nos dois pontos de acesso à Niemeyer.

Queda de temperatura e fim de semana

A mudança no tempo trouxe queda de temperatura. Entre 15h e 16h desta sexta, os termômetros marcaram entre 25°C e 27°C, segundo o Climatempo.

Nesse mesmo horário na quinta (4), os termômetros indicavam temperaturas variando entre 36°C e 38°C, uma queda de mais de 10°C. Veja no final da reportagem a previsão do tempo para os próximos dias.

A temperatura máxima desta sexta chegou a 34,4°C na Vila Militar. Na madrugada, houve registro de rajadas de vento de até 59 km/h na Marambaia, 58 km/h em Niterói e 55 km/h no Forte de Copacabana, segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

A previsão para as próximas horas é de chuva moderada a forte, acompanhada de raios e rajadas de vento moderado a forte. O fim de semana também será chuvoso, com raios, trovoadas e ventos.

Ponte Rio-Niterói

Por volta das 18h, a travessia na Ponte Rio-Niterói era feita em 38 minutos, no sentido Niterói. No sentido contrário os motoristas faziam o trajeto em 16 minutos, segundo informações da concessionária Ecoponte.

Ressaca

A Marinha informou que ondas de até 3 metros de altura podem atingir a orla da cidade até as 9h de domingo (7).

Recordes de calor em janeiro e fevereiro

Desde a última semana de janeiro faz calor no Rio, com temperaturas de até 40°C. O mês de janeiro foi o quarto mais seco em 20 anos. Nessa primeira semana de fevereiro, as temperaturas também continuaram altas.

Previsão para os próximos dias:

  • Sábado (6) – máxima de 26°C e mínima de 20°C
  • Domingo (7) – máxima de 27°C e mínima de 19°C
  • Segunda-feira (8) – máxima de 27°C e mínima de 19°C

 

 

 

Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *