Blog do Adilson Ribeiro

Quarta-Feira – 23:50 – Brasil se aproxima de 10 milhões de infectados pela Covid-19, aponta boletim de imprensa. Veja Abaixo:

O Brasil está próximo de contabilizar 10 milhões de pessoas infectadas pelo novo coronavírus. Nesta quarta-feira, 57.937 casos de Covid-19 foram notificados, elevando para 9.979.276 o total de contaminados. A média móvel foi de 45.282 diagnósticos positivos, 6% menor do que o cálculo de dias semanas atrás. No dia 26 de fevereiro o país completa um ano desde que o primeiro caso foi diagnosticado em São Paulo.

Desde as 20h de terça-feira, 1.195 mortes foram contabilizadas, elevando para 242.178 o total de vidas perdidas. A média móvel foi de 1.033 mortes, sem variação se comparado ao cálculo de 14 dias atrás.

Mais de 6 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 já foram aplicadas em todo território nacional. Foram 5.402.913 de imunizantes aplicados em 1ª dose até agora e 667.410 em 2ª dose. Apenas 2,55% da população brasileira recebeu a 1ª dose enquanto que 0,32% recebeu a segunda.

O número de vacinas aplicadas em primeira dose divulgadas nesta quarta-feira é inferior à publicada ontem pelo consórcio em 102.136. Dois estados alteraram as informações fornecidas: São Paulo informou separou o número total de doses divulgadas ontem entre primeira e segunda, e por isso o número de primeiras doses diminuiu; já o Pará fez uma recontagem no estado.

Os dados são do consórcio formado por O GLOBO, Extra, G1, Folha de S.Paulo, UOL e O Estado de S. Paulo e reúne informações das secretarias estaduais de Saúde divulgadas diariamente até as 20h. A iniciativa dos veículos da mídia foi criada a partir de inconsistências nos dados apresentados pelo Ministério da Saúde.

 

 

Fonte: Extra

Um comentário sobre “Quarta-Feira – 23:50 – Brasil se aproxima de 10 milhões de infectados pela Covid-19, aponta boletim de imprensa. Veja Abaixo:

  1. Richardson

    Chegamos à incrível marca de aproximadamente 4% da população brasileira infectada com o coronavírus durante os últimos 365 dias (1 ano). Mas graças a Deus a grande maioria já se recuperou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *