Blog do Adilson Ribeiro

Quinta-Feira – 14:29 – PoderData: Lula segue na liderança; Moro, Ciro e tucanos empatam em terceiro. Veja Abaixo:

Foi divulgada nesta quarta-feira (24) a pesquisa PoderData, do site Poder360, e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) segue na liderança para as eleições 2022.

Lula também vence todos os outros candidatos em um eventual segundo turno. Sergio Moro, Ciro Gomes e qualquer dos potenciais candidatos tucanos, João Doria ou Eduardo Leite, estão tecnicamente empatados na terceira posição, com Jair Bolsonaro em segundo.

Cenário com João Doria
Lula (PT) – 34%
Bolsonaro (sem partido) – 29%
Sergio Moro (Podemos) – 8%
Ciro Gomes (PDT) – 7%
João Doria (PSDB) – 5%
Henrique Mandetta (DEM) – 3%
Alessandro Vieira (Cidadania) – 2%
Cabo Daciolo – 2%
Rodrigo Pacheco – 0%
Luiz Felipe D’Ávila (Novo) – 0% Branco/nulo – 6%
Não sabem – 3%

Cenário com Eduardo Leite
Lula (PT) – 36%
Jair Bolsonaro (sem partido) – 27%
Ciro Gomes (PDT) – 9%
Sergio Moro (Podemos) – 8%
Eduardo Leite (PSDB) – 5%
Cabo Daciolo (Brasil 35) – 3%
Henrique Mandetta (DEM) – 2%
Alessandro Vieira (Cidadania) – 1%
Luiz Felipe d’Ávila (Novo) – 0%
Rodrigo Pacheco (PSD) – 0%
Branco/nulo – 7%
Não sabem – 1%

Segundos turnos

Lula 48%
Moro 31%

Lula 54%
Bolsonaro 31%

Lula 47%
Doria 24%

Lula 50%
Leite 50%

Lula 53%
Pacheco 14%

A pesquisa foi realizada por telefone entre os dias 22 e 24 de novembro, em parceria com o Grupo Bandeirantes. Foram 2500 entrevistas em 459 municípios, nos 26 estados e no Distrito Federal. O levantamento possui margem de erro de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos.

 

 

Fonte: ISTOÉ

6 comentários sobre “Quinta-Feira – 14:29 – PoderData: Lula segue na liderança; Moro, Ciro e tucanos empatam em terceiro. Veja Abaixo:

  1. sabedoria

    vamos ver no día agora e agora vamos ver na vírada papo e popa pesguisa não prova níngué MORO na certa LULULA fora do ar junto com seus bando de corupítus

  2. Rômulo

    E vence mesmo!

    Os brasileiros não elegem seus candidatos, na maioria das vezes, pelas suas virtudes. Os brasileiros muitas vezes elegem seus candidatos pelas comparações. O povo julgou o Jair Bolsonaro melhor do que os outros candidatos na última eleição presidencial. Agora, o Lula volta para o cenário político como sendo melhor do que o Jair Bolsonaro. Neste senário político, podemos perceber que não é a virtude dos candidatos que está impulsionando o povo a votar neles. Apesar de todos os escândalos envolvendo o PT e o seu representante maior, o Lula, o povo ainda assim descarta os demais. O Bolsonaro não convenceu o povo brasileiro. O resultado é esse aí. Sem vislumbrar um cenário político melhor com os outros candidatos, o povo agora volta ao passado, sombrio ou não. O povo vai eleger novamente o Lula. Anotem aí!
    Sombrio ou não se justifica por decisões judiciais antagônicas. O Lula foi condenado em segunda instância pelo então juiz Sergio Moro, mas isso não foi suficiente. O Lula foi absolvido pelo STF. E assim segue. Inocentado pelo Supremo Tribunal Federal, o Lula volta e lidera as pesquisas de intenção de votos. O povo que é, por excelência, uma assembleia deliberativa, vai eleger o Lula mais uma vez.

    Ele vai vencer mesmo! Não se trata de paixão, mas sim de razão.

    1. Adalberto

      Concordo também com a sua previsão. O povo está com medo de arriscar em outro candidato. Pela razão do povo, no governo do Lula, o Brasil era mais leve para os mais empobrecidos. O Lula vai ganhar sim!
      É verdade que o empresário gera emprego. Mas é verdade também que a força de trabalho está com a classe empobrecida. O Jair Bolsonaro não buscou esse equilíbrio. Tarde demais para corrigir essa discrepância social em seu governo. Os outros candidatos são folhas como que ao vento. O Lula tem densidade política, dentro e fora do país. Ele articula muito bem os fundamentos da política – todos podem ser de algum valor – por isso, mesmo sendo de esquerda, O Lula encontra eco na direita mundo afora.
      Os adversários políticos do Lula deveriam aprender com ele. Quem sabe fazendo a lição de casa com o “Esquerdopata”, “Luladrão”, “Lularápio”, “Lulixo” … os homens exemplares encontrem razão de ser na política e na vontade do povo. Já passou da hora dos “bons garotos”, dos “guardiões dos bons costumes”, dos “santificados”… parar de perder para um “desprezível”.
      Tem algo de errado aí. Vocês não acham?
      A propósito, nesse cenário, quem é mesmo o incompetente? A direita ou a esquerda?
      O Lula foi inocentado pelo STF. Mas isso não significaria nada se o Bolsonaro tivesse governado com a cabeça, e não com a língua.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *